Santander

Avaliação

3 avaliações

0

Reclamações recebidas

Grande Internacional

Ranking

Ver todas
  • + Análise

    Bancos que pioraram e melhoraram em 2021

    Todo trimestre o Banco Central divulga o Ranking de Reclamações dos Bancos e Financeiras.

    Mas para dar um rock nos bancos e deixar os seus clientes mais inteirados sobre eles, resolvemos analisar e fazer algumas ponderações a respeito deste primeiro ranking de 2021 comparado ao último ranking de 2020, apresentando aqui os bancos que tiveram uma piora e os que tiveram uma melhora.


    1-     Dentre as instituições financeiras com mais de 4 milhões de clientes:

    O índice de reclamações aumentou do trimestre passado para este, o primeiro lugar do ranking estava com índice de 111,52 e, neste trimestre, subiu para 245,28.


    - Bancos que PIORARAM:

    PAN – o Banco PAN está em primeiro lugar (245,28) e conseguiu superar, com grande diferença, o banco que ocupava o primeiro lugar no trimestre passado (111,52);

    INTER – apesar do Banco INTER no trimestre passado estar em primeiro lugar e cair para o segundo, o seu índice de reclamação deste trimestre foi maior do que o passado: de 11,52 foi para 129,26.

    CAIXA – apesar de permanecer no terceiro lugar, o seu índice aumentou de 30,85 para 36,20.

    SANTANDER – permaneceu em quarto lugar, porém teve um pequeno aumento em seu índice de reclamações: de 30,85 foi para 31,38.

    BRADESCO – o Bradesco subiu do sexto para o quinto lugar, e teve um aumento significativo no índice: de 16,96 subiu para 22,78.

    VOTORANTIM – Apesar de ter descido no ranking (do 7º para 8º), o seu índice teve um aumento: de 4,42 para 4,57.


    - Bancos que MELHORARAM:

    BANCO DO BRASIL – o Banco do Brasil desceu do quinto para o sexto lugar, bem como seu índice diminuiu: de 22,63 foi para 21,25.

    ITAÚ – O Itaú teve uma melhora significativa. No trimestre passado ocupou o segundo lugar com índice de 31,00, enquanto que, neste trimestre, caiu para o sétimo lugar com índice de 19,72.

    MIDWAY S.A. – O Midway também desceu no ranking, do oitavo foi para nono, tendo diminuído o seu índice de 3,15 para 2,77.

    NUBANK – o Nubank apesar de continuar em último lugar no ranking, diminui seu índice de 0,09 para 0,00. O Nubank zerou o índice, vez que não teve reclamações.


    2-     Dentre as instituições financeiras com menos de 4 milhões de clientes:

    O índice de reclamações desta categoria diminuiu consideravelmente, o primeiro lugar do ranking passado esteve com índice de 1.833,37 e, o primeiro lugar deste trimestre caiu para índice de 979,53.


    - Bancos que PIORARAM:

    MÁXIMA – até então não constava do ranking do trimestre passado entre os 3 primeiros lugares, neste trimestre ocupa o terceiro lugar com índice de 568,89.


    - Bancos que MELHORARAM:

    FACTA FINANCEIRA S.A. – Além de ter descido do primeiro para o segundo lugar no ranking, seu índice também diminui significativamente: de 1.833,37 para 620,55.

    C6 BANK – apesar do C6 Bank ter subido no ranking, do segundo para o primeiro lugar, o seu índice diminui: de 1.779,55 caiu para 979,53.


    Para visualizar todos os rankings, acesse

    https://www.bcb.gov.br/ranking/index.asp?rel=outbound&frame=1

    O seu banco melhorou ou piorou?

    O seu banco melhorou ou piorou?

    • Foto de Ivo Barbosa
      Ivo Barbosa

      Nubank é muito bom!

      +
  • + Notícia

    Nubank teve índice zero de reclamações no primeiro trimestre de 2021

    O Nubank é um banco digital com mais de 20 milhões de clientes e é conhecido pelas vantagens que oferece, tais como, TEDs ilimitados e gratuitos, pagamento de boletos e faturas, realizar carga de celular, além do dinheiro render automaticamente de 100% do CDI.

    O total de clientes na base conjugada do Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional (CCS) e do Sistema de Informações de Crédito do Banco Central (SCR) constante do ranking de reclamações é de mais de 13 milhões.

    No último trimestre de 2020, o Nubank teve índice de reclamação de 0,09 e, neste primeiro trimestre de 2021, zerou o índice, ou seja, em que pese ter milhões de clientes, não teve reclamações procedentes.


    Para visualizar todos os rankings acesse

    https://www.bcb.gov.br/ranking/index.asp?rel=outbound&frame=1

    O roxinho sendo exemplo Foto: 500px

    O roxinho sendo exemplo

  • + Notícia

    Bancos que estão no Ranking de Reclamações 2021

    O Ranking de Reclamações dos Bancos e Financeiras do 1º trimestre de 2021 foi divulgado pelo Banco Central. O cenário deste ranking está bem diferente com relação ao ranking do último trimestre de 2020. Enquanto alguns bancos tiveram uma melhora, outros, entretanto, subiram no ranking.

    Lembrando que os índices apresentados são baseados pelo número de reclamações reguladas procedentes versus o número de clientes.

    -Instituições financeiras com mais de 4 milhões de clientes, estão com os maiores índices de reclamações:

    1º PAN (conglomerado) – 245,28

    2º INTER (conglomerado) – 129,26

     3º CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (conglomerado) – 36,20

     4º SANTANDER (conglomerado) – 31,38

     5º BRADESCO (conglomerado) – 22,78

     6º BB (conglomerado) – 21,25

     7º ITAU (conglomerado) – 19,72

     8º VOTORANTIM (conglomerado) – 4,57

    MIDWAY S.A. – CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO – 2,77

    10º NUBANK (conglomerado) – 0,00


    - Bancos e financeiras com menos de quatro milhões de clientes:

     C6 BANK (conglomerado) – 979,53

    FACTA FINANCEIRA S.A. – 620,55

    MÁXIMA (conglomerado) – 568,89


    - Principais reclamações e sua quantidade de ocorrência:

     Oferta ou prestação de informação sobre crédito consignado de forma inadequada – 6.798:

    1. C6 BANK (conglomerado) - 4217

    2. PAN (conglomerado) - 1165

    3. SAFRA (conglomerado) - 484

    Irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade dos serviços relacionados a operações de crédito – 3.226:

    1. C6 BANK (conglomerado) - 838

    2. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (conglomerado) – 816

    3. SANTANDER (conglomerado) - 404

    Irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços disponibilizados em internet banking – 2.248:

    1. CAIXA (conglomerado) – 1255

    2. INTER (conglomerado) – 271

    3. BMG (conglomerado) - 230


    Para visualizar todos os rankings acesse

    https://www.bcb.gov.br/ranking/index.asp?rel=outbound&frame=1

    O seu Banco está no ranking de reclamações?

    O seu Banco está no ranking de reclamações?

  • + Análise

    As piores dívidas que você pode fazer na vida

    Fuja dessas dívidas ou elas ficarão um bom tempo em sua vida...

    Essas são as piores dívidas que alguém pode fazer com um banco ou financeira.

    No entanto, são as mais recorrentes. Ou seja, a maioria dos brasileiros recorrem àquilo que os levarão para a forca e não conseguem sair facilmente.

  • + Notícia

    Procon multa a Caixa em R$ 4,3 milhões

    São diversas reclamações e ações judiciais dos consumidores quanto às falhas na prestação de serviços dos bancos, principalmente, pela demora no atendimento, que ultrapassa o limite permitido e infringe o Código de Defesa do Consumidor – CDC, do qual determina em seu art. 14 que:

    “Art. 14. O fornecedor de serviços responde, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos.”

    Assim, um banco que é fornecedor de serviços, não pode violar o seu dever contratualmente assumido, que é proporcionar aos clientes, por meio de funcionários qualificados e em número proporcional à demanda dos seus clientes, os meios necessários para que os seus serviços fruam de forma eficiente, devendo responder objetivamente pela reparação dos danos causados aos consumidores pelos defeitos de sua prestação, da qual só pode ser ilidida na hipótese de inexistência do defeito ou por culpa exclusiva do consumidor ou de terceiro.

    Por tal razão, recentemente, o Procon-SP aplicou uma multa de mais de R$ 4 milhões à Caixa por demora no atendimento telefônico do SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor).

    Em que pese a instituição bancária recorrer à Justiça e ter conseguido, em primeira instância, a nulidade do auto de infração, a Terceira Turma do TRF3 restabeleceu a multa.


    E você, tem algo a reclamar do seu banco? Aqui na Rock, você pode fazer a reclamação do seu banco na página SEU BANCO / FAÇA SUA RECLAMAÇÃO. Lá também saberá tudo sobre o seu banco, as avaliações feitas e o ranking que ele ocupa.


    Demora no atendimento SAC Foto: shutterstock

    Demora no atendimento SAC

  • + Notícia

    Transferência de dinheiro pelo WhatsApp?

    É isso mesmo! Após o aval do Banco Central para que o aplicativo opere pagamentos pelo órgão, o WhatsApp, ainda neste mês de abril, estreará essa nova ferramenta que promete ser uma novidade bastante aceita e querida pelos usuários.

    Muitas questões ainda estão sendo definidas para a inserção do universo dos meios de pagamento ao WhatsApp, mas à princípio a transferência de dinheiro por meio do aplicativo estará disponível:

    - Aos detentores de cartões de débito do Banco do Brasil, Nubank e Sicredi. Outros bancos como o Itaú Unibanco, Bradesco e Santander ainda estão avaliando a aderência. Mas como a ferramenta será operada pelo Banco Central, presume-se que todos irão aderir.

    - Para transferências de dinheiro de pessoa para pessoa (P2P) – Cielo do Bradesco e Banco do Brasil. Porém, pretendem, futuramente, ampliar para débito, crédito, boleto e PIX, para pagamento de contas e compras.

    - Para transferências de dinheiro de pessoa para estabelecimentos (P2M). Por enquanto, estão buscando mais empresas de maquininhas para aderirem.

    - Para transferências de valores mais baixos, de R$ 50,00 a R$ 100,00.

    - Para ser um método mais simples que o próprio PIX. As transferências serão feitas com apenas um clique, diretamente do WhatsApp, sem precisar sair do aplicativo de mensagem.

    - Possibilidade de receber o dinheiro de volta caso a transação não seja reconhecida. Funcionará como acontece nos cartões de débito e crédito, em que o valor é estornado quando não reconhecida a transação. No PIX, por exemplo, não há essa possibilidade.


    Nova ferramenta do WhatsApp Foto: shutterstock

    Nova ferramenta do WhatsApp

  • + Análise

    Consignado: vale a pena trocar de banco?

  • + Notícia

    Auxílio Emergencial 2021: não será para todos

    O auxílio emergencial 2021, de 4 parcelas, instituído pela Medida Provisória n. 1039/2021, será concedido a partir de abril e terá novas regras.

    Valor: (art. 1º)

    Houve redução do valor em relação ao ano passado e dependerá da condição de cada beneficiário:

    - Quem mora sozinho: R$150,00.

    - Famílias com mais de uma pessoa e não chefiadas por mulheres: R$ 250,00.

    - Famílias chefiadas por mulheres: R$375,00.

    Quem pode receber: (art.1°, “caput”)

    - Trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família;

    - Que tenha renda familiar mensal de até três salários-mínimos (R$3.300);

    - Que tenha renda familiar por pessoa de até meio salário-mínimo (R$550);

    - Que tenha recebido o auxílio emergencial em 2020.

    De acordo com as novas regras, não será permitido novos cadastros, ou seja, somente receberá o trabalhador que recebeu auxílio em 2020 (elegíveis no mês de dezembro) e que cumpre as regras publicadas na Medida Provisória 1039 e aos beneficiários do Programa Bolsa Família que são elegíveis a receber a ajuda federal este ano. Será limitado a uma pessoa por família.

    NÃO pode receber: (art. 1°, §2º)

    Dentre aqueles que receberam auxílio no ano passado, nem todos poderão receber. Isso porque a lista será filtrada e a elegibilidade ao auxílio será analisada pela Dataprev e o cidadão poderá conferir o resultado a partir do dia 1º de abril. Com isso houve diminuição do número de beneficiários para 45,6 milhões famílias, enquanto, em 2020, foram 68 milhões.

    - Trabalhadores formais, com carteira assinada;

    - Beneficiário do INSS ou de programa de transferência de renda federal;

    - Quem recebeu o auxílio em 2020, mas não sacou nem usou o dinheiro;

    - Quem estiver com auxílio emergencial 2020 cancelado no momento da análise cadastral do novo auxílio;

     - Residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares, beneficiário de bolsa de estudo da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes, de bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq ou de outras bolsas de estudo concedidas por órgão público municipal, estadual, distrital ou federal;

    - Pessoas com menos de 18 anos, exceto mães adolescentes;

    - Presidiários ou com CPF vinculado ao auxílio-reclusão;

    - Servidores públicos;

    - Quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019;

    - Quem tinha em 31 de dezembro de 2019 a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

    - Quem recebeu em 2019 rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$ 40 mil;

    - Quem possui indicativo de óbito nas bases de dados do governo federal;

    - Quem reside no exterior.

    Portanto, quem tem direito a receber auxílio emergencial 2021, não precisa realizar nova inscrição (art. 1°, §1º).


    Confira mais informações na MEDIDA PROVISÓRIA Nº 1.039, DE 18 DE MARÇO DE 2021, que instituiu o auxílio emergencial 2021 em:

    https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/medida-provisoria-n-1.039-de-18-de-marco-de-2021-309292254

    Poucos escolhidos

    Poucos escolhidos

  • + Análise

    Todos que receberam auxílio emergencial precisam declarar Imposto de Renda?

    Com a pandemia, muitas atividades econômicas foram gravemente afetadas. Daí surgiu a necessidade de o Governo prestar auxílio emergencial para dar suporte financeiro para trabalhadores informais e aos brasileiros em situação mais vulnerável.

    As declarações do Imposto de Renda deverão ser entregues até o dia 30 de abril e, dentre as novidades deste ano, está a tributação sobre os valores recebidos a de Auxílio Emergencial (Lei nº 13.982, de 2020) e ainda, do Auxílio Emergencial Residual (Medida Provisória nº 1.000, de 2020) a serem declarados como tal na ficha “Rendimentos Recebidos de Pessoa Jurídica”, indicando o CNPJ 05.526.783/0003-27, fonte pagadora: Auxílio emergencial -COVID 19.

    Mas a dúvida que surge é: todos que receberam auxílio em 2020 precisam declarar?

    A resposta é não!

    Somente precisa declarar aqueles que receberam o auxílio em 2020 e outros rendimentos tributáveis acima de R$22.847,76 (sem contar o auxílio), informando que recebeu o auxílio junto com o rendimento anual.

    O mesmo ocorre se há dependente que tenha recebido auxílio e o declarante ou seu dependente tiveram outros rendimentos acima do valor de R$22.847,76.

     Caso tenha recebido auxílio, mas nem a pessoa e nem o dependente receberam rendimentos tributáveis acima de R$22.847,76 em 2020, a declaração do Imposto de Renda não é obrigatória.

    Mas atenção! Teriam direito ao auxílio 2020, apenas as pessoas que recebem abaixo desse valor de R$22.847,76. Ou seja, quem for obrigado a declarar o auxílio, consequentemente, excedeu esse valor e terá de devolver o auxílio recebido. Quem tem dependente que recebeu e excedeu o valor, também deve devolver.

    Neste caso, o próprio programa do Imposto de Renda gerará um boleto (DARF) ao final da declaração para pagamento, como devolução do auxílio, ainda que tenha restituição no Imposto, vez que não há possibilidade de abater o valor a ser devolvido na restituição.

    Se já devolveu o valor do auxílio fora do Imposto de Renda, o programa gerará o boleto do mesmo jeito, porém, não precisa pagar.

    Quem precisa declarar? Foto: 500px

    Quem precisa declarar?

  • + Notícia

    Pix: novas funcionalidades disponíveis

    Para se adequar às necessidades dos usuários, foram aprovadas algumas atualizações das regras do PIX:

    - Possibilidade de alteração do nome completo, nome empresarial, título do estabelecimento e vinculação ao nome social – Os usuários finais que, por exemplo, alterar o nome em decorrência de casamento, divórcio ou empresa que alterar o seu nome fantasia, podem solicitar alterações das informações sem precisar excluir e registrar novamente a chave. Aqueles que possuem nome social, também podem solicitar o seu vínculo à chave PIX.

    - Possibilidade de integração com a agenda de contatos – Para facilitar a identificação dos que possuem o número do celular como chave Pix, as instituições podem integrar os seus aplicativos com a agenda telefônica dos usuários.

    - Proibição da limitação do número de transações com Pix – Para garantir a equidade das condições competitivas entre os diferentes instrumentos de pagamento, está vedada a fixação de limite de número de transações PIX por parte das instituições, quer seja de envio ou recebimento.

    Novidades no PIX Foto: shutterstock

    Novidades no PIX

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Notícia

    Instituições financeiras são punidas por descumprirem regras no consignado

    Desde 02 de janeiro de 2020, a Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC), desenvolveram o Sistema de Autorregulação de Operações de Empréstimo Pessoal e Cartão de Crédito com Pagamento Mediante Consignação.

    Tal sistema se deu pela necessidade de fortalecer os princípios bancários e melhorar o atendimento e o relacionamento com clientes na oferta do crédito consignado, principalmente, na proteção de idosos contra fraudes que, durante a pandemia do coronavírus, houve um aumento de 60% em tentativas de golpes.

    Das regras impostas pelo sistema, objetivou-se:

    - Criar um sistema de bloqueio de ligações (Não Me Perturbe), seja em telefone fixo ou móvel, à disposição dos consumidores que não queiram receber ofertas de crédito consignado;

    - Formar uma base de dados para monitorar reclamações sobre oferta inadequada do produto e qualificação de agentes autônomos de venda do produto;

    - Controle de Portabilidade e Envio de Informações com adoção de medidas voltadas à transparência, ao combate ao assédio comercial e à qualificação de correspondentes.

    Através do “Não Me Perturbe”, disponível no site www.naomeperturbe.com.br, ao cadastrar o telefone fixo ou móvel, em até 30 dias após o pedido de bloqueio, tanto as instituições financeiras quanto os correspondentes autônomos não poderão mais fazer qualquer oferta de operação de crédito consignado por meio do número incluído. Esse bloqueio vale por um ano e o cliente poderá escolher se bloqueia instituições financeiras específicas, ou se todo o segmento bancário. Até o fim de janeiro deste ano, mais de 1,2 milhão de pessoas solicitaram o bloqueio telefônico.

    Quanto ao trabalho realizado por correspondentes autônomos na oferta de crédito consignado este é avaliado e pontuado pelas Instituições Financeiras que os contratam, havendo um índice contendo informações e reclamações relativas a eles será disponibilizado para o consumidor.

    A adesão ao Sistema foi voluntária e, as instituições que aderiram, se comprometeram a seguir as regras, bem como são supervisionados e sofrem punição em caso de descumprimento.

    E as punições têm sido eficazes: desde a entrada em vigor do Sistema, em menos de um mês, dez correspondentes foram permanentemente proibidos de oferecer crédito consignado em nome dos bancos e, desde então, foram aplicadas 318 sanções em razão de reclamações sobre a oferta irregular de consignado. Em dezembro do ano passado, foram punidos em torno de 35 correspondentes. Em janeiro deste ano, dobrou, com 71 punições.

    As Instituições aderentes até o momento são:

    Agibank; Banco Alfa; Financeira Alfa S.A.; Banco BMG; Banco Cetelem; Banco Daycoval; Banco Digio; Banco do Brasil; Banco do Nordeste; Banco Estrela Mineira; Banco Inter; Banco Mercantil; Mercantil Financeira; Bancoob; Banco Pan; Banrisul; Barigui; Bradesco; Bradesco Financiamentos; BRB – Banco de Brasília; BV Financeira; Caixa; CCB Brasil; Facta Financeira; Itaú Unibanco; Itaú Consignado S.A.; Paraná Banco; Safra; Santander; Olé Bonsucesso; Sicred.

    Punição na oferta irregular de consignado Foto: shutterstock

    Punição na oferta irregular de consignado

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    O perigo em depender do gerente do banco e do youtuber de finanças

    Aprenda uma coisa: não dependa de ninguém para gerir suas finanças.

    Um dos objetivos da vida é se tornar independente financeiramente, crescer e aumentar ganhos... Certo?! Na verdade, NÃO É APENAS ISSO! Certamente, todos querem ter a segurança do que fazer com suas finanças para conquistar tal independência financeira, para investir ou para render mais dinheiro.

    Talvez ainda não tenha se dado conta de que precise parar de depender daquilo que mais te influencia e pode te levar à “falência”: AS PESSOAS!

    Para tudo dependemos de pessoas no nosso dia a dia. São pessoas que prestam serviços, que fornecem produtos, que executam todas as atividades que precisamos.

    E aqui o cuidado: pessoas não são robôs programados, imparciais e impessoais. As pessoas costumam agir conforme os próprios interesses e estes podem não ser os seus (consultor, gerente de banco), ou elas podem não ter conhecimento suficiente para te orientar ao que será bom para você (aquele famoso youtuber de finanças, cônjuge, parente).

    Por isso que, para ter sua independência financeira e gerir suas finanças, você precisa lidar com certas pessoas, porém, não pode depender delas. Dependa de você!

    E para depender de você mesmo, deve saber o que fazer e como fazer.

    E todas as ferramentas para isso estão, gratuitamente, disponíveis aqui em nossa plataforma:

    - Surgiu qualquer dúvida? Pergunte em nossa COMUNIDADE e nossos especialistas em economia te responderão;

    - Precisa de conteúdos, vídeos, planilhas e aplicativos para finanças? Acesse EDUCAÇÃO FINANCEIRA e veja nossa seleção;

    - Não sabe o que afeta suas finanças? Saiba através de notícias, análises e enquetes relevantes para você aqui no ESPAÇO ROCK.

    - Pretende fazer financiamento pessoal, de casa, de carro? Crédito para quem tem dívida? Saber o valor do seu trabalho? Faça as simulações na página SIMULADORES.

    - Precisa saber as taxas do seu Banco ou de outros para fazer simulações? Temos todas as taxas atualizadas em SEU BANCO.

    - Quer saber a respeito do seu ou de outro Banco? Qual é melhor? Saiba em SEU BANCO.

    - Precisa fazer reclamação do seu Banco? Reclame em SEU BANCO e ajudaremos a resolver.

    - Tem dívida até 3 mil reais? Você pode participar do nosso trabalho social PAGAMOS SUA DÍVIDA.

    Está bom ou quer mais? Pois tem mais e com recompensa! À medida que você aprende e interage em nossa plataforma, você ganha Rocks, nossa moeda virtual.

    Não cai nessa! Foto: 500px

    Não cai nessa!

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Notícia

    XP Investimentos lança cartão de crédito que promete dar uma agitada nos grandes bancos

    Isso mesmo que você leu! A XP Investimentos dará um rock nos grandes bancos com o lançamento do seu cartão de crédito! Isso porque os seus métodos serão totalmente opostos aos métodos usados pelos bancos quando do serviço de cartão de crédito, que só querem capitalizar sobre os clientes e ganhar na cobrança de altos juros.

    A XP Investimentos é uma corretora de valores brasileira, considerada uma das maiores corretoras independentes do Brasil, com o lançamento do cartão, ela começa a incorporar serviços bancários em sua plataforma, aproximando consumo e investimento, prometendo não parar por aí: até o final de 2021 pretendem lançar a conta digital para que o cliente tenha as suas finanças concentradas ali, sem precisar possuir conta em outro banco.

    Neste início, o cartão estará disponível apenas para os clientes com mais de R$ 50 mil na XP, mas a pretensão é que, até final do ano, chegue a todos.

    Quais são os diferenciais do cartão de crédito da XP?

    1) Não há cobrança de anuidade;

    2) Taxa de juros, em média, 50% mais baixa do que a cobrada do mercado;

    3) Transforma os gastos em investimentos, resgatáveis a qualquer momento, com:

    - “Investback” espécie de programa de milhagens sem pegadinhas, que retorna 1% do valor das compras feitas com o cartão que será depositado em um fundo de investimento exclusivo da XP, com liquidez diária (para isso grande parte dos ativos deve ser aplicado em títulos do tesouro) e sem taxa de administração.

    - Portal “cashback” com dezenas de lojas habilitadas. Ao comprar nesse ambiente, o cliente terá retorno em benefício: 2% a 10% em “investbacks”, diretamente na conta.

    O aumento de concorrência é um fator positivo para os consumidores. Ressalta-se que 90% dos investimentos dos brasileiros ainda estão nos grandes bancos e essa nova possibilidade de cartão e de demais serviços bancários na XP prometem reverter isso. Do teste feito com 35 mil pessoas que estavam usando o produto, observou-se que elas aumentaram seus investimentos em 10% na corretora, indicando um fluxo de recursos dos grandes bancos para a plataforma.

    Agitando a concorrência Foto: 500px

    Agitando a concorrência

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Notícia

    Prazo de carência do Pronampe poderá ser estendida pelos Bancos

    Através do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), os empreendedores poderiam realizar empréstimo de até 30% do seu faturamento anual para pagar em 36 meses, com taxa de juros de, no máximo, Selic + 1,25%, com carência de até oito meses para começar a pagar.

    Agora, com a mudança no texto do regulamento aprovada pela Assembleia de Cotistas do Fundo de Garantia de Operações (FGO), realizada nesta semana, por sugestão da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (Sepec/ME), os bancos poderão estender o prazo de carência por mais 03 meses, ou seja, o prazo para pagamento que era de 08 meses poderá ser de 11 meses.

    Para prorrogar esse prazo, as empresas interessadas devem procurar as instituições financeiras com as quais firmaram os contratos de crédito.


    Mais tempo para empreendedores se restabelecerem Foto: 500px

    Mais tempo para empreendedores se restabelecerem

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    O banco e a usura. Deuteronômio 23:19-20

    O que o banco faz?
    O banco realiza a intermediação financeira, de quem tem dinheiro e quem precisa de dinheiro. Quem tem dinheiro deposita no banco para render, e quem precisa, toma emprestado com juros. A diferença dos juros entre depósitos e empréstimos é o spread bancário.

    Como surgiu o banco?
    Quando surgiu o banco, era praticamente ilegal emprestar dinheiro com Juros (usura), devido a influência da religião na época. Por este motivo, na Itália, a família Medicci inventou o conceito de comissão, ou seja, cobrou-se uma comissão para fazer as operações. As operações eram feitas na mesa chamada banca, que deu origem ao nome Banco. 

    A bíblia e a usura
    Mas o que a palavra diz sobre os juros? A bíblia diz que não se deve emprestar com juros para os irmãos em Cristo. Porém, fala que se pode emprestar com juros para os estrangeiros. Em Deuteronômio 23:19-20 diz: “Não emprestarás com usura a teu irmão; usura de dinheiro, usura de provisões, usura de qualquer coisa que seja emprestada com usura. A um estrangeiro poderás emprestar com usura, mas a teu irmão não emprestarás com usura; para que o Senhor te possa abençoar, em tudo o que puseres a mão, na terra que vais possuir. “

    Nos povos antigos do oriente, poderia cobrar juros, porém, no caso de dificuldade de pagamento pelo desemprego, por uma questão de saúde, por uma justificativa, poderia postergar o pagamento da dívida sem cobrar juros ou multas adicionais. Mas, se houvesse má-fé, deveria cobrar multa e juros adicionais que seriam doados para uma instituição de caridade. 

    No Brasil, os bancos ainda cobram juros altíssimos, o que prejudica a população. Portanto, deve-se estimular a concorrência para a redução dos juros bancários no Brasil.
    A bíblia nos ensina que não se deve ser ganancioso, ou seja, cobrar com usura ou juros excessivos. 
     

    Tchau usura Foto: 500px

    Tchau usura

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Notícia

    Cooperativas de Crédito ganham mais espaço no mercado financeiro

    Cooperativa de Crédito é uma instituição financeira formada pela associação de pessoas para prestar serviços financeiros exclusivamente aos seus associados. Os cooperados são ao mesmo tempo donos e usuários da cooperativa, participando de sua gestão e usufruindo de seus produtos e serviços. Ou seja, quem abre uma conta não é apenas um cliente ou um acionista, mas sim um dos proprietários e o resultado dos ganhos gerado é dividido com os cooperados.

    A cooperativas oferecem praticamente os mesmos serviços que os bancos – conta corrente, cartões de crédito e débito, poupanças e outras aplicações, empréstimos e financiamentos etc.

    No ano passado, as cooperativas financeiras já eram a segunda maior rede de atendimento de serviços bancários do país, presente em mais de cinco mil municípios, somando mais de 6 mil pontos de atendimento e 12 milhões de associados.

    Mesmo em meio ao covid-19, segundo o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), as cooperativas lideraram o ranking das concessões de empréstimos a pequenos negócios, sendo responsáveis por 31% do total.

    E não vai parar por aí, tal expansão tem apoio do Banco Central que fixou como meta o aumento da participação das cooperativas no crédito do Sistema Financeiro Nacional para 20% até 2022, já tendo alcançado a metade disso.

    Ou seja, ao contrário dos grandes bancos tradicionais que estão fechando suas agências pela busca de maior eficiência, as cooperativas estão abrindo novas agências pelo país. O Sicoob, atualmente a maior cooperativa, abriu mais 197 agências (total de 3,48 mil) e pretende aumentar mais 14%, alcançando 2.144 municípios brasileiros. O Sicredi, segunda maior, abriu 150 novas agências e prevê a abertura de mais 250 neste ano.

    Esse aumento se dá ao fato de que a cooperativa de crédito promove o desenvolvimento econômico e social dos seus cooperados, proporcionando serviços financeiros a custos inferiores em relação aos do sistema financeiro bancário tradicional.

    Com isso, empresas e pessoas físicas acabam trocando de instituição financeira quando recebem ofertas de crédito mais barato, como é o caso das cooperativas de crédito que atraem novos clientes oferecendo taxas de juros mais baratas e vão paulatinamente aumentando os spreads nas novas operações.

    No entanto, segundo o Estudo Especial nº 91/2020 do Banco Central que avaliou o comportamento das cooperativas versus bancos privados após a captura de novos clientes, a intensidade dos aumentos encontrados para cooperativas de crédito é ainda menor quando comparada à dos bancos privados.

    A segunda maior rede de atendimento de serviços bancários do país! Foto: 500px

    A segunda maior rede de atendimento de serviços bancários do país!

  • + Notícia

    Autonomia do Banco Central: um passo importante para a economia

    O Banco Central, uma das principais autoridades monetárias do país, está a um passo de ganhar a sua autonomia. Isso porque, o projeto que visa garanti-la, foi aprovado ontem pela Câmara dos Deputados e segue para sanção do Presidente.

    O BC é uma autarquia federal integrante do Sistema Financeiro Nacional, sendo vinculado ao Ministério da Economia. Assim, os dirigentes são nomeados pelo Presidente, podendo ser demitidos a qualquer momento ou permanecer no cargo por tempo indeterminado.

    Contudo, quando sancionado o projeto, o BC terá autonomia operacional e passará a ser uma autarquia de natureza especial caracterizada pela ausência de vinculação a Ministério.

    Além disso, o presidente do BC e dirigentes terão mandatos fixos e não coincidentes de quatro anos, com possibilidade de recondução por mais quatro anos, cujo mandato começará a partir do terceiro ano de mandato do Presidente da República, cujo poder de escolha lhe será mantido, com posterior aprovação do Senado.

    O Presidente do BC também deverá apresentar, no Senado Federal, em arguição pública, nos dois semestres de cada ano, relatório de inflação e relatório de estabilidade financeira, explicando as decisões tomadas no semestre anterior.

    Pelo projeto, os diretores e presidente só poderão ser exonerados em casos justificados e mediante aprovação, por maioria absoluta, do Senado Federal.

    O projeto também definiu como objetivo fundamental do BC assegurar a estabilidade de preços e, como objetivos secundários: fomentar o pleno emprego; zelar pela estabilidade e pela eficiência do sistema financeiro; e suavizar as flutuações do nível de atividade econômica.

    Essas mudanças trarão benefícios importantes à economia brasileira:

    - Redução de influência política no sistema monetário;

    - Maior credibilidade ao BC;

    - Garantia de transparência e prestação de contas;

    - Melhora das relações com investidores internacionais;

    - Fortalecimento da política monetária internacional;

    - Eficácia no cumprimento dos objetivos fundamentais do BC;

    - Melhora na política de inflação baixa e de menores juros;

    - Menos riscos e maior estabilidade monetária e financeira;

    - Consolidação dos ganhos alcançados pela estabilidade financeira e de preços.

    Comemoremos! Foto: 500px

    Comemoremos!

  • + Análise

    A CAIXA foi o Banco com mais reclamações em operações de crédito em 2020

    A Caixa tem mais de 100 milhões de clientes e as reclamações sobre irregularidades também são inúmeras.

    Para as situações envolvendo irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade dos serviços relacionados a operações de crédito a CAIXA teve o maior número de reclamações, com o total de 2.838, seguido do Santander (857) e do Bradesco (835).

    Essas irregularidades relativas às operações de crédito referem-se à:

    - Atraso na liberação do crédito;

    - Cobrança de parcela já quitada;

    - Cobrança em duplicidade;

    - Demora para devolver parcela cobrada indevidamente; e

    - Divergência no valor ou na quantidade de parcelas.

    As irregularidades sobre operações de crédito ocuparam o Ranking Rock em 3º lugar como o assunto de reclamação mais frequente em 2020.


    Para visualizar todos os rankings acesse www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/rankingreclamações.

    Enquanto isso... os clientes que lutem! Foto: 500px

    Enquanto isso... os clientes que lutem!

  • + Análise

    ITAÚ: o Banco líder em problemas com cartões de crédito em 2020

    As irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito foram protagonistas no Ranking de Reclamações divulgado pelo Banco Central.

    Isso porque, as reclamações referentes a cartões de crédito, esteve no ranking nos quatro trimestres: nos dois primeiros semestres ocupou o primeiro lugar e, nos dois últimos, houve uma melhora, ocupando o terceiro lugar.

    No Ranking feito pela Rock, esse tipo de reclamação foi o segundo mais frequente em 2020, tendo o ITAÚ sido o Banco com mais irregularidades relacionadas a cartões de crédito, com total de 1.887 ocorrência procedentes, seguido do Bradesco (1.662) e do BNP PARIBAS (978).

    Essas irregularidades sobre cartões de crédito referem-se à:

    - Cobrança em fatura de cartão de crédito que deveria ser estornada;

    - Cobrança indevida em fatura de cartão de crédito;

    - Compras não reconhecidas feitas com cartão de crédito clonado/roubado;

    - Cobranças em duplicidade em cartão de crédito;

    - Não reconhecimento de pagamento de fatura de cartão de crédito; e

    - Inconsistências em dados fornecidos ao cliente em fatura de cartão de crédito (ex.: soma dos lançamentos é diferente do total da fatura).

    O índice de reclamações (geral) do ITAÚ também subiu no final do ano de 2020, vez que, segundo divulgado pelo Banco Central, ocupou o 2º lugar no quarto trimestre no Ranking de Reclamações de Bancos e Financeiras com mais de quatro milhões de clientes.


    Para visualizar todos os rankings acesse www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/rankingreclamações.




    O cliente consegue escapar? Foto: 500px

    O cliente consegue escapar?

  • + Análise

    C6 BANK: o banco com mais reclamações em crédito consignado em 2020

    O C6 Bank é uma fintech brasileira que oferece conta digital sem taxas com abertura via aplicativo, como a Nubank, Neon e Inter, que oferece somente atendimento on-line, não possuindo agências físicas.

    Dentre os serviços oferecidos, além de isentar o cliente da tarifa de manutenção, o banco digital oferece pagamento de pedágio grátis e não cobra por operações, incluindo transferências e saques na rede Banco24Horas.

    Porém, apesar de ser um banco digital recente, ou seja, aberto desde outubro de 2018, ele esteve no Ranking de Reclamações dos Bancos e Financeiras de 2020 divulgado pelo Banco Central.

    Ocupou o ranking em segundo lugar no quarto trimestre, com índice de reclamações de 1.779,55, cujo número foi o suficiente para ocupar o terceiro lugar no Ranking Rock como um dos piores Bancos em 2020.

    Além disso, foi o Banco que mais teve irregularidades referente à oferta ou prestação de informação sobre crédito consignado de forma inadequada, com 6.044 ocorrências reguladas procedentes, seguido do PAN (2.270) e ITAÚ (691).

    Ressalta-se que as irregularidades sobre crédito consignado foram as mais frequente das reclamações em 2020.


    Para visualizar todos os rankings acesse www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/rankingreclamações.

    Tão novo e já no ranking... Foto: 500px

    Tão novo e já no ranking...

  • + Análise

    Bancos: reclamações mais frequentes em 2020

    O ano de 2020 não foi fácil para ninguém, nem mesmo para os clientes dos Bancos, que enfrentaram bastantes problemas ao recorrer às instituições bancárias diante das consequências da pandemia.

    Ou seja, no intuito de procurarem os Bancos para se ampararem ou resolver problemas financeiras, seja renegociando dívidas, seja contratando empréstimos, seja realizando operações e transações, a quantidade de irregularidades suportadas pelos clientes quase dobrou.

    Isso porque, em 2019, a quantidade total de ocorrências (irregularidades) reguladas procedentes, associadas a reclamações encerradas no período daquele ano, em que se verificou indício de descumprimento, por parte da instituição, de lei ou regulamentação cuja competência de supervisão seja do Banco Central do Brasil, foi de 49.275, onde em cada trimestre houve aumento gradativo com pouca diferença.

    Em 2020, a quantidade total de ocorrências (irregularidades) teve um grande salto: 84.825, uma diferença de 35.550 irregularidades à mais que o ano de 2019. A cada trimestre o número aumentava significativamente.

    Mas quais foram as reclamações mais frequentes por assunto em 2020?

    A Rock analisou o ranking dos 4 trimestres e chegou ao seguinte resultado:

    Em terceiro lugar: IRREGULARIDADES RELATIVAS À INTEGRIDADE, CONFIABILIDADE, SEGURANÇA, SIGILO OU LEGITIMIDADE DOS SERVIÇOS RELACIONADOS A OPERAÇÕES DE CRÉDITO – 9.943 ocorrências reguladas procedentes.

    As irregularidades quanto às operações de crédito estiveram no ranking nos quatro trimestres, ocupando em três o segundo lugar e o primeiro lugar no terceiro semestre.

    Em segundo lugar: IRREGULARIDADES RELATIVAS À INTEGRIDADE, CONFIABILIDADE, SEGURANÇA, SIGILO OU LEGITIMIDADE DAS OPERAÇÕES E SERVIÇOS RELACIONADOS A CARTÕES DE CRÉDITO – 9.459 ocorrências reguladas procedentes.

    As reclamações referentes a cartões de crédito não poderiam ficar de fora dos mais frequentes. Esteve no ranking nos quatro trimestres: nos dois primeiros semestres ocupou o primeiro lugar e, nos últimos dois, houve uma melhora, ocupando o terceiro lugar.

    Em primeiríssimo lugar: OFERTA OU PRESTAÇÃO DE INFORMAÇÃO SOBRE CRÉDITO CONSIGNADO DE FORMA INADEQUADA – 10.518 ocorrências reguladas procedentes.

    Apesar de ter ocupado o ranking apenas no quarto trimestre (em 1º lugar), o número de reclamações a respeito do crédito consignado superou até mesmo a soma de outras reclamações que apareceram mais vezes no ranking dos quatro trimestres.



    Para visualizar todos os rankings acesse www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/rankingreclamações.

    "Ranking Rock": reclamações por assunto Foto: RocktheBank

    "Ranking Rock": reclamações por assunto

  • + Análise

    Quais foram os piores Bancos em 2020?

    Durante o ano de 2020, o Banco Central divulgou o ranking de reclamações a respeito dos Bancos e Financeiras em cada trimestre.

    Os índices de reclamações apresentados são baseados pelo número de reclamações reguladas procedentes versus o número de clientes.

    Assim, a Rock the Bank resolveu fazer um “RANKING ROCK” analisando os resultados entre os três primeiros lugares nos rankings dos quatro trimestres apresentados pelo BC, mostrando a você quais Bancos tiveram maiores índices de reclamações em 2020.

    Das instituições financeiras com mais de 4 milhões de clientes:

    3º lugar: a medalha de bronze ficou para o BMG (428,51).

    O BMG ocupou o ranking em três trimestres (uma em terceiro lugar e duas em segundo), não ocupando lugar no ranking no quarto trimestre.

    2º lugar: medalha de prata foi para INTER (489,05).

    Mesmo o INTER aparecendo em todos os rankings (duas vezes em primeiro lugar e duas vezes em terceiro) o seu índice de reclamações foi o segundo maior.

    1º lugar: com medalha de ouro do Banco mais reclamado em 2020 foi o PAN (587,37).

    Apesar do PAN ter ocupado o ranking em três trimestres (uma em segundo lugar e duas em primeiro), e ter tido uma melhora no quarto trimestre onde não ocupou o ranking, ainda assim, levou a medalha de ouro com o maior índice de reclamações.

    - Dos Bancos mais conhecidos como Banco do Brasil, Itaú, Caixa, Bradesco e Santander, todos estiveram entre os dez primeiros nos quatro trimestres, tendo o Itaú e a Caixa ocupado o ranking apenas no quarto trimestre.

    Das instituições financeiras com menos de 4 milhões de clientes:

    3º lugar: medalha de bronze para SAFRA (644,37).

    O Banco SAFRA ocupou o ranking em dois trimestres, sendo uma em terceiro lugar e outra em segundo.

    2º lugar: medalha de prata para C6 BANK (1.779,55).

    Apesar de ter aparecido no ranking apenas uma vez, no quarto trimestre (em 2º lugar), foi a financeira com o segundo maior índice de reclamações.

    1º lugar: a medalha de ouro foi para a FACTA FINANCEIRA S.A. - CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO (4.766,70).

    A FACTA esteve presente no ranking nos quatros trimestres, ocupando em todos, o primeiro lugar, com enorme diferença de índice em relação ao segundo colocado.


    Para visualizar todos os rankings acesse www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/rankingreclamações.

     

    "Ranking Rock": piores bancos Foto: RocktheBank

    "Ranking Rock": piores bancos

  • + Notícia

    Ranking de Reclamações dos Bancos é divulgado

    O Banco Central divulgou o ranking de reclamações dos Bancos e Financeiras referente ao 4° semestre de 2020.

    Os índices apresentados são baseados pelo número de reclamações reguladas procedentes versus o número de clientes.

    - Dentre as instituições financeiras com mais de 4 milhões de clientes, estão com os maiores índices de reclamações:

     INTER (conglomerado) – 111,52

     2º ITAU (conglomerado) - 31,00

     3º CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (conglomerado) – 30,85

     4º SANTANDER (conglomerado) – 30,85

     5º BB (conglomerado) - 22,63

      BRADESCO (conglomerado) – 16,96

      VOTORANTIM (conglomerado) – 4,42

      MIDWAY S.A. – CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO – 3,15

      BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. – 1,07

    10º NUBANK (conglomerado) – 0,09


    - Bancos e financeiras com menos de quatro milhões de clientes:

     FACTA FINANCEIRA S.A. – 1.833,37

     C6 BANK (conglomerado) – 1.779,55

    PAN (conglomerado) – 655,60


    - Principais reclamações e sua quantidade de ocorrência:

     Oferta ou prestação de informação sobre crédito consignado de forma inadequada – 10.518:

    1. C6 BANK (conglomerado) - 6044

    2. PAN (conglomerado) - 2270

    3. ITAU (conglomerado) - 691

    Irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade dos serviços relacionados a operações de crédito – 3.429:

    1. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (conglomerado) – 770

    2. C6 BANK (conglomerado) - 750

    3. PAN (conglomerado) - 362

    Irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito - 2.639:

    1. PAN (conglomerado) – 849

    2. ITAU (conglomerado) – 416

    3. BB (conglomerado) - 227


    Para visualizar todos os rankings acesse www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/rankingreclamações.

    Bancos mais reclamados. Foto: shutterstock

    Bancos mais reclamados.

  • + Análise

    Reestruturação do Banco do Brasil: centenas de agências fecharão e 5 mil funcionários serão demitidos

    O ano de 2021 entrou com grandes mudanças por parte de empresas que sofreram impactos com a pandemia e que precisam se adaptar à nova realidade.

    O Banco do Brasil, que ainda estava atrasado em relação aos seus concorrentes nos quesitos tecnologia e eficiência, anunciou a abertura de programas de reestruturação, de planos de demissão voluntária e de adequação para transformar a atuação de suas agências, atrair mais clientes digitais, reduzindo, consequentemente, a presença no mundo físico.

    Essa reorganização para ganhos de eficiência operacional resultará no fechamento de 361 unidades no país e na adesão ao programa de demissão de cerca de 5 mil funcionários. Estima-se que com isso, haverá mais eficiência em 870 pontos de atendimento e uma economia de R$ 353 milhões neste ano de 2021 e de R$ 2,7 bilhões até 2025.

    Portanto, os clientes do BB serão os maiores beneficiados por tal reestruturação vez que, através dos investimentos em digitalização, robotização e inteligência artificial, haverá mais eficiência na prestação de serviços, permitindo que os clientes realizem todas as operações por aplicativo e web, evitando deslocamentos e desgastes de horas em filas para atendimento.

    Tecnologia decolando. Foto: 500px

    Tecnologia decolando.

  • + Notícia

    Novidades no Pix: funcionalidades, atualizações e penalidades

    O Banco Central ampliou as funcionalidades do Pix para dar mais opções aos usuários e aumentar o uso do pagamento instantâneo brasileiro.

    Agora haverá o Pix Cobrança e, por meio da API Pix, a integração aos usuários recebedores (empresas)

    Como funcionará o PIX Cobrança?

    Logistas, fornecedores, prestadores de serviços, estabelecimentos comerciais, empresas e demais empreendedores poderão fazer:

    - Cobranças para pagamentos imediatos em seus pontos de venda ou comércio eletrônico, através da emissão de QR Code ao cliente (será lançado dia 16 deste mês de Novembro);

    - Cobranças com vencimento em data futura, com possibilidade de configurar valor, juros, multas e descontos como já acontece para emitir boleto (lançamento em breve, de acordo com o BC).

    Essa é uma forma de aumentar a competição e proporcionar uma alternativa barata e com liquidação imediata de pagamentos que seriam feitos por boletos ou convênios de arrecadação.

    E a integração aos usuários recebedores?

    Esse serviço pode ser fornecido por instituições financeiras e de pagamento que quiserem. Para tanto, deverão adotar a interface de programação de aplicações (API) padronizada pelo BC.

    Essa API Pix terá funcionalidades de:

    - Criação e gestão de compras;

    - Verificação de liquidação de pagamento;

    - Conciliação;

    - Suporte a processos de devolução.

    Assim, trará mais eficiência para que as Software Houses promovam a integração do Pix aos seus sistemas.

    Será mais fácil aos empreendedores escolherem onde manterão suas contas, vez que sem essa API padronizada, o empresário pode ficar preso à uma instituição por causa dos custos cobrados para mudar de conta, do qual precisaria, neste caso, reconfigurar seus sistemas de gestão para APIs diferentes.

    Atualizações de cobranças por pessoas físicas.

    Sabe-se que o envio de pagamentos é gratuito e ilimitado para as todas as pessoas físicas, empresários individuais e MEIs. Porém, o BC também atualizou essas regras, estabelecendo que, pessoas físicas que adotarem o sistema PIX para fins comerciais, serão tarifados no momento que receberem o pagamento.

    Portanto, será passível de tarifação a atividade comercial, assim considerada, quando:

    - Receber transferência por QR Code Dinâmico;

    - Receber mais de 30 transações com PIX no mês, por conta. Ou seja, será tarifada a partir da 31ª transação.

    Porém, as instituições poderão definir, em contrato, outros critérios específicos que caracterizem situações de recebimento com finalidade compra, quando a conta da pessoa física, empresário individual ou MEI for, exclusivamente, para fins comerciais.

    Previsão de penalidades.

    As instituições participantes do Pix, bem como aquelas em processo de adesão, também estarão sujeitas às penalidades estabelecidas.

     Além de outra penalidades para infrações cometidas no arranjo, poderão suportar:

    - multas – variam de R$50 mil a R$1 milhão, que podem aumentar ou diminuir conforme a capacidade econômica do infrator e o percentual de sua participação no total das transações do arranjo.

    - Suspensão ou exclusão do participante - situações mais graves.


    Mais opções de uso Foto: 500px

    Mais opções de uso

  • + Notícia

    Banco Central lança o Sandbox Regulatório

    Nesta semana, o Banco Central lançou o Sandbox Regulatório, um ambiente onde entidades que são autorizadas pelo Banco Central, podem testar, por um determinado período, projetos inovadores na área financeira ou de pagamento.

    As atividades desses projetos serão controladas e delimitadas por um conjunto específico de normas regulamentares, das quais deverão ser observadas pelas entidades.

    O Banco Central visa estimular a inovação e a diversidade de modelos de negócios, incentivando a concorrência entre fornecedores de produtos e serviços financeiros para atender às diversas necessidades dos usuários tanto no Sistema Financeiro Nacional (SFN) quanto no Sistema de Pagamentos Brasil (SPB) e, consequentemente, fortalecê-los.

    O número de vagas será limitado e, para participar do Sandbox, as empresas interessadas além de, obrigatoriamente, ter de observar as regras do BC sobre o atendimento de reclamações de clientes e de prevenção à lavagem de dinheiro e de combate ao financiamento do terrorismo, deverão atender a alguns requisitos, bem como se submeter a critérios de pontuação, caso o número de interessados seja superior ao número de vagas.

    O Sandbox terá início em 2021. As empresas autorizadas a participar, terão seus projetos testados e receberão orientações personalizadas de agentes reguladores, bem como serão monitorados pelos órgãos reguladores na implementação e nos resultados dos projetos, onde serão avaliados os riscos associados aos produtos e serviços desses projetos.

    Se verificarem riscos associados à execução do projeto, o regulador determinará o seu aperfeiçoamento. Porém, se verificar riscos excessivos que exponha o SFN ou o SPB a execução do projeto será limitada.

    Ao final, os participantes terão a chance de obter a autorização definitiva para operar, bem como os projetos desenvolvidos poderão servir de base para aprimorar a regulamentação do BC e do CMN.

    Quem pode participar?

    Associação, sociedade, empresa individual de responsabilidade limitada (Eireli), prestadores de serviços notariais e de registro, de que trata a Lei nº 8.935, de 18 de novembro de 1994, empresas públicas e sociedades de economia mista.

    O que as empresas interessadas devem fazer?

    - Apresentar proposta de fornecimento de produtos ou de serviços enquadrado no conceito de projeto inovador e inserido no âmbito de competência regulamentar do BC e do CMN; (o BC vai verificar se a proposta se enquadra no conceito de projeto inovador);

    - Demonstrar a origem dos recursos utilizados para desenvolver o projeto inovador;

    - Comprovar a reputação ilibada de seus controladores e administradores;

    - Apresentar plano de descontinuidade das atividades; e

    - Designar diretor ou representante legal, a depender do seu tipo societário, responsável pela sua participação no Sandbox Regulatório.

    Mais informações em:

    https://www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/sandbox

    Competitividade de produtos e serviços financeiros Foto: 500px

    Competitividade de produtos e serviços financeiros

  • + Notícia

    Cadastro indevido PIX: Procon-SP notifica Nubank e Mercado Pago

    Recente divulgação pelo Banco Central a respeito das instituições com o maior número de chaves Pix cadastradas, tem repercutido desde a semana passada.

    Isso porque as instituições no topo dessa lista, 1º Nubank com mais de 8 milhões de cadastros seguido do 2º Mercado Pago com mais de 4 milhões, tiveram um número de cadastro tão elevado que chamaram a atenção de seus próprios clientes que, ao buscarem mais informações, perceberam que haviam sido cadastrados no Pix sem a devida prévia autorização, com possíveis movimentos de cadastro indevidos das chaves do Pix.

    Inúmeras reclamações ali feitas, chamaram a atenção do Procon-SP que notificou a Nubank e o Mercado Pago para, no prazo de 72 horas, a partir de hoje, esclareçam sobre os cadastros de chaves sem a solicitação dos clientes, as dificuldades para cancelar tal operação, além de outros questionamentos:

    – Como e por quais canais está sendo ofertado e disponibilizado o cadastro dos consumidores ao Pix;

    – Quais informações são prestadas antes da realização do cadastro;

    – Como se dá a confirmação ou anuência inequívoca dos consumidores;

    – Como o consumidor pode efetuar o cancelamento do cadastro;

    – Se verificaram a ocorrência de problema sistêmico que poderia ter dado causa ao cadastro indevido das chaves de segurança;

    – Quais providências têm sido adotadas para solução dos problemas relatados;

    – Quais os canais de atendimento disponibilizados ao consumidor para atendimento.

    Além de notificar tais empresas, o Procon-SP oficiou a Federação Brasileira de Bancos - FEBRABAN para comunicar aos bancos de que poderão ser multados por prática abusiva se efetuarem o cadastramento da Chave Pix sem prévia, expressa e inequívoca autorização do cliente (consumidor).

    No último dia 15, o Banco Central emitiu um Comunicado, informando que monitora e supervisiona o processo de cadastramento de chaves Pix, e que já iniciou processos formais de fiscalização de participantes, salientando que, caso detecte irregularidades nesses processos, incluindo eventuais cadastramentos indevidos, o Banco Central punirá os infratores nos termos da regulação vigente.

    Contudo, há quem manifestasse defendendo tais instituições dizendo que a Nubank, por exemplo, solicitou o cadastramento das chaves.

    - Confira a lista:

    1º Nubank - 8.086.037

    2º Mercardo Pago - 4.731.115

    3º PagSeguro - 4.317.725

    4º Bradesco - 3.710.035

    5º Caixa - 2.499.903

    6º Banco do Brasil - 2.147.744

    7º Itaú Unibanco - 1.756.684

    8º Santander - 1.637.709

    9º PicPay - 1.135.336

    10º Inter - 889.588

    • Observe que só a Nubank, Mercado Pago e PagSeguro, que lideram a lista, somaram um total de 17,1 milhões de registros de chaves, quantidade 50% superior aos cinco maiores bancos do País (Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Bradesco, Santander e Caixa Econômica Federal), que obtiveram juntos apenas 11,7 milhões.


    Será que escapam dessa? Foto: 500px

    Será que escapam dessa?

  • + Notícia

    Mais 02 meses de Auxílio Emergencial

    Desde março, quando foi declarado o estado de calamidade pública decorrente do coronavírus, foi instituído o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, com um pagamento de auxílio emergencial de R$ 600 nas hipóteses de I - redução proporcional de jornada de trabalho e de salário; e II - suspensão temporária do contrato de trabalho.

    No dia 14 deste mês, foi publicado o Decreto nº 10.517/2020 do Executivo Federal, prorrogando o prazo para efetuar o pagamento dos benefícios emergenciais para empregados com contrato de trabalho intermitente, ou seja, quando a prestação de serviços, com subordinação, não é contínua, ocorrendo com alternância de períodos de prestação de serviços e de inatividade, determinados em horas, dias ou meses, independentemente do tipo de atividade do empregado e do empregador, exceto para os aeronautas.

    Assim, o empregado intermitente formalizado até 1º de abril de 2020, fará jus ao benefício emergencial mensal no valor de R$ 600,00 (seiscentos reais), pelo período adicional de dois meses, contado da data de encerramento do período total de seis meses das determinações anteriores:

    . 03 meses - Lei nº 14.020, de 6 de julho de 2020;

    . 01 mês - Decreto nº 10.422, de 13 de julho de 2020;

    . 02 meses - Decreto nº 10.470, de 24 de agosto de 2020.

    A concessão e o pagamento do auxílio emergencial ficam condicionados às disponibilidades orçamentárias e à duração do estado de calamidade pública.


    Veja inteiro teor do DECRETO Nº 10.517, DE 13 DE OUTUBRO DE 2020 em http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2019-2022/2020/Decreto/D10517.htm

    Alívio! Foto: 500px

    Alívio!

  • + Análise

    Como evitar golpes no PIX

    Golpistas realmente não perdem tempo!

    O PIX acabou de ser lançado e várias fraudes já foram detectadas com o intuito de pegar informações pessoais. Foram identificados vários domínios de internet falsos usados para aplicar golpes.

    Entre eles:

    chavepix.me - gerenciadorpix.com - pagarpix.com - pixapp.online - pixbrasil.tech - pixempresas.com - suportepix.online - pix.atualizacaowebsegura.gq - pagarpix.net - gerenciadorpix.com - pixbrasil.tec - pagarpix.net -  doarpix.com - chavepix.net - pixempresas.com

    Lembrando que nenhum domínio “.com.br” foi utilizado para fraude, pois é possível saber o seu dono (quem registrou), bem como seu CPF ou CNPJ, seu endereço e seu e-mail através do ‘Who is’ do Registro BR (https://registro.br/tecnologia/ferramentas/whois/), além de que o Registro BR bloqueia os donos(usuários) em caso de irregularidades.

    E, como os domínios de internet internacionais têm a opção de privar quem os registrou, os fraudadores preferem utilizar esses tipos de domínios para não terem sua identidade descoberta.


    E como não cair nesses golpes?

    1.      Apenas utilize o site ou o aplicativo oficial dos bancos para se cadastrar no PIX;

    2.      Observe o nome do domínio (endereço) do site como já explicado acima. Os links dos bancos geralmente são www.nomedobanco.com.br/pix enquanto os falsos usam outras palavras;

    3.      Nunca clique em link de mensagem de e-mail, SMS, whatsApp, sites ou redes sociais, mesmo que pareça ter sido do banco;

    4.      Nunca forneça dados pessoais solicitados se acessar esses links;

    5.      Tenha sempre instalado no celular e no computador um antivírus (há vários gratuitos), ele vai bloquear o acesso a essas páginas falsas.

    Escape a tempo. Foto: 500px

    Escape a tempo.

  • + Análise

    Já preciso fazer o cadastro no PIX?

    1- O PIX será lançado oficialmente no dia 16 de novembro/2020;

    2- Hoje, os bancos querem fazer um pré-cadastro;

    3- O PIX não é obrigatório para as pessoas;

    4- Você não terá a mesma chave PIX para diferentes bancos. Então, tem que pensar bem em qual banco utilizará;

    5- Os bancos têm reclamado do pouco tempo para implementar o PIX. Dizem que pode dar alguns problemas.

    6- Apenas utilize o site ou o aplicativo do banco para cadastrar o PIX. Nunca clique em link de lugar diverso (e-mail, whatsApp, sites).

    A recomendação é esperar para fazer o cadastro. Os bancos estão em fase de testes do PIX. Isso porque, por ser um sistema novo, pode apresentar vários pequenos problemas, os quais serão corrigidos ao longo do tempo.

    Espere só mais um pouquinho... Foto: 500px

    Espere só mais um pouquinho...

  • + Análise

    Cuidado com golpes: não é seu banco!

    Já recebeu mensagens ou ligações de alguém dizendo que é do seu Banco e que sua conta está com problema e precisa ser resolvido?

    Pois é, isso acontece constantemente e as pessoas caem nesses golpes mais do que se imagina.

    Os principais golpes são:

    - PEDIR SENHA AO LIGAR PARA O CLIENTE

    Os bancos nunca pedem senha ao ligar para o cliente! Quando ligarem dizendo que trabalha no seu banco e pedirem sua senha, desligue imediatamente o telefone.

    - PEDIR SENHA OU DADOS PESSOAIS POR MENSAGENS

    Os bancos não enviam mensagens com links pedindo senha ou dados pessoais, nem manda arquivos para abrir! Se receber mensagens de texto no celular, e-mails, whatsApp e outros, de alguém se passando por “bancos”, “comércio” ou “amigo”, ou até mesmo for mensagem de quem realmente conhece, print a mensagem e apague imediatamente e ligue para o gerente do seu banco.

    - MANDAR ALGUÉM PEGAR O CARTÃO E SENHA

    Os bancos nunca pegam o cartão de volta ou mandam alguém ir até você buscar seu cartão ou pedir senha! Esse é o golpe do “falso motoboy”. Se alguém ligar se passando pelo banco e avisar que precisa pegar o seu cartão para investigação, desligue o telefone. Se for até você, não atenda ou negue entregar.

    - PEDIR FOTO DA FRENTE E VERSO DO CARTÃO

    Os bancos não pedem foto do cartão! Se alguém solicitar recuse e bloqueie o contato. Nunca envie foto do seu cartão de débito ou crédito! Outra situação que pode acontecer é de você precisar mandar foto da frente do seu cartão para alguém que precise te fazer um depósito ou transferência para sua conta: nunca mande foto do verso, pois lá está o número de segurança, chave principal para realizar compras.

    Portanto, sempre que receber ligações, mensagens ou “visitas” pedindo informações do cartão, senha, código de segurança do cartão de crédito, pedindo foto: desligue, negue, bloqueie e ligue ou vá até o seu gerente.

    Hum...tem cheiro de golpe! Foto: 500px

    Hum...tem cheiro de golpe!

  • + Notícia

    Câmbio: Contas pré-pagas e assinatura eletrônica

    O Banco Central autorizou o uso de assinatura eletrônica em contratos de câmbio. Pode-se utilizar a gravação de imagem ou de voz nas autorizações de operações, envio ou recebimento de e-mail e registro de sinalização gráfica de concordância.

    Em Nota o BC afirmou: "Continua sendo de responsabilidade exclusiva da instituição autorizada assegurar que o referido meio de comprovação: (i) estabeleça vínculo inequívoco entre as partes e as informações constantes do documento eletrônico; e (ii) confira segurança jurídica ao contrato de câmbio".

    Também foi permitido o uso de contas pré-pagas em reais nas compras realizados por meio de facilitadoras internacionais em aquisições de bens e serviços.

    Tecnologia no câmbio Foto: 500x

    Tecnologia no câmbio

  • + Notícia

    Bradesco lança Bitz e BTG Pactual lança BTG+

    Bradesco

    O Bradesco lançou sua carteira digital chamada Bitz, cuja meta é ter uma fatia de mercado entre 20% a 25% de carteiras digitais em 3 anos. O objetivo é atender as pessoas que ainda não tem conta em banco.

    O Bitz permitirá depósitos em dinheiro, realização de pagamentos, transferências, recebimentos, recarga de celular e pagamentos via QR-Code.

    BTG Pactual

    O BTG Pactual lançou o BTG+, que terá conta corrente gratuita e cartão de crédito sem tarifas. O objetivo é atuar em áreas que não estão bem atendidas no Brasil.

    Outros serviços como cheque especial, seguros e financiamentos serão agregados ao longo do tempo.

    Além disso, faz parte o BTG+ Business, que atenderá as pequenas e médias empresas. O BTG+ Business poderá ser um concorrente a altura do Banco Inter.

    Aguardando as novidades Foto: 500px

    Aguardando as novidades

  • + Análise

    PIX: Agendamento de Pagamento e Saques no Varejo

    Agendamento de Pagamento Futuro

    No PIX será possível realizar o pagamento em datas futuras. 

    Os bancos também poderão disponibilizar o modelo de agendamento garantidos, ou seja, o recebedor tem garantia de recebimento da instituição financeira na data futura.

    Saques de dinheiro no Varejo


    O serviço de saque no varejo não estará disponível em novembro de 2020. 

    Mas será uma nova funcionalidade do PIX que será lançado brevemente.  

    A pessoa física não precisará ir à agência bancária ou ao Banco24 horas para sacar o dinheiro. Porque, poderá fazer o saque no varejista credenciado.

    O varejista gerará um QR Code, em que o usuário confirmará. O dinheiro será transferido no mesmo instante para o varejista que disponibilizará o dinheiro para o saque.

    As vantagens para os varejistas seriam:

    -reuso do dinheiro;

    -mais clientes no estabelecimento;

    -novos negócios.

    Adicionalmente, reduzirá o custo de transporte do dinheiro e os custos de segurança.

    Dinheiro circulando Foto: 500px

    Dinheiro circulando

  • + Análise

    PIX: 8 coisas que você precisa saber.

    O PIX vai revolucionar os pagamentos no Brasil. Veja as 8 características do PIX e como você poderá reduzir custos de pagamento seja você pessoa física ou jurídica:

    1) Velocidade

    -Uma ted demora até 30 minutos para ser confirmado. 

    -Um Doc tem um prazo de 1 dia útil. 

    -O boleto demora até 2 dias para ser liquidado.

    No PIX, o pagamento será instantâneo. Existe um acordo de nível de serviço, em que determina que 99% dos pagamentos sejam feitos em até 10 segundos e 50% das transações sejam efetuados em até 6 segundos.

    2) Custo

    O custo do boleto em média é de R$ 2, mas existem casos de até R$ 4. Temos o custo de Ted entre R$ 10 a R$ 18. O custo de DOC ao redor de R$ 5,00. O PIX será gratuito para a pessoa física. Para a pessoa jurídica, o custo será muito baixo.

    3) Disponibilidade

    A disponibilidade do PIX será de 24 horas, 7 dias por semana e 365 dias por ano. 

    4) Segurança

    O PIX usará a Rede do Sistema Financeiro Nacional, que já está a mais de 18 anos em funcionamento e jamais apresentou um incidente de ataque cibernético.

    No PIX, o pagamento é feito sem o contato com um dispositivo alheio (maquininha), pois a autenticação é no próprio dispositivo móvel do pagador.

    5) Conveniência

    O PIX utilizará uma chave que terá todas as informações. Ou seja, uma vez cadastrado a chave pix, o processo de pagamento será simples.

    6) Multiplicidade de casos de uso

    Todos os agentes utilizarão o PIX, seja pessoas, empresas e governos. Teremos uma experiência padronizada e uniforme de pagamentos. Hoje, tem muitos boletos de governos municipais e estaduais que não aceitam o pagamento em qualquer banco.

    7) Informações agregadas

    A ordem de pagamento levará junto um conjunto de informações que ajudará nos negócios com empresas e governos. Bem como, facilitará o processo de conciliação de pagamentos e automação. 

    8) Ambiente aberto

    O PIX é um sistema inter-operável e aberto para todas as instituições financeiras e instituições de pagamento mesmo aquelas não são sujeitas a autorização do Banco Central (mas sujeitas a regulação e supervisão). Isso permitirá maior competição e inovação. Em setembro de 2020, 980 instituições solicitaram homologação no sistema PIX.

    PIX ajudará pessoas, empresas e governos Foto: 500px

    PIX ajudará pessoas, empresas e governos

  • + Notícia

    Cédula de R$200 em circulação: atente-se aos itens de segurança

    Desde o dia 02 deste mês, o Banco Central lançou a nota de 200 reais e autorizou a entrarem em circulação.

    A cédula de R$ 200 é estampada pelo lobo-guará. Suas cores predominantes são o cinza e o sépia. E suas dimensões, de 14,2 cm x 6,5 cm, são as mesmas da nota de R$ 20.

    Contudo, antes mesmo, já estavam circulando notas falsas por aí. E agora, tendo sido lançada realmente, deve tomar todo cuidado para não aceitar essas notas. 

    Por isso, vamos colocar os principais elementos de segurança para você observar quando receber uma:

    1- Tipo do papel: a cédula é impressa em papel fiduciário, que tem uma textura mais firme e áspera que o papel comum;

    2- Marca-d’água: coloque a nota contra a luz e veja a face do lobo-guará e o número 200, em tons que variam do claro ao escuro;

    3- Número 200 que muda de cor: fica na parte superior do anverso que ao ser movimentada, muda do azul para o verde e contém uma barra brilhante que parece rolar por ele;

    4- Barras em relevo: está no canto inferior direito, é uma marca tátil que auxilia os portadores de deficiência visual na identificação da nota;

    5- Alto-relevo nos dois lados: para sentir, deslize o dedo na imagem da Efígie da República e do lobo-guará; nas faixas laterais de folha, flores e frutos; nas legendas “República Federativa do Brasil”, “Banco Central do Brasil” e “200 reais”;

    6- Número 200 escondido: fica no canto inferior direito e aparece quando coloca a nota na horizontal onde há bastante luz.

    • Foto de Ivo Barbosa
      Ivo Barbosa

      INFORMAÇÃO = ROCK THE BANK! Parabéns.

      +
  • + Notícia

    Caixa altera o seu horário de funcionamento

    As Agências da Caixa estão funcionando em novo horário para atendimento de serviços essenciais: de 8h às 13h.

    A recomendação é que os clientes utilizem os canais digitais.

    Os valores do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Auxílio Emergencial podem ser movimentados pelo aplicativo do Caixa Tem.

    Os usuários que precisarem atualizar o cadastro no aplicativo, podem enviar a documentação pelo próprio aplicativo.

    Mais cedo Foto: 500px

    Mais cedo

  • + Notícia

    INSS: prova de vida digital iniciará em 20 de agosto

    Os primeiros contatos com os segurados começarão a partir do próximo dia 20 pelo INSS por meio de mensagens enviadas por SMS, Central 135 e e-mail.

    O remetente que enviará o SMS será identificado como 280-41. Mensagens com número diverso deverão ser desconsideradas. Em caso de dúvida, ligar no 135, telefone oficial do INSS.

    No entanto, a prova de vida digital não será feita por todos, apenas os beneficiários selecionados que receberem o contato do INSS terão acesso exclusivo ao serviço a ser disponibilizado no aplicativo do ‘Meu INSS’.

    Isso porque será usada a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral e, portanto, somente os beneficiários que tenham carteira de motorista e título de eleitor participarão. Serão cerca de 500 mil.

    Para realizar a biometria facial, o beneficiário selecionado deverá ter um smartphone com câmera frontal e acesso à internet. Caso não os tenha, a prova de vida seguirá sendo realizada nas agências bancárias.

    O beneficiário que participar do piloto e realizar a prova de vida por biometria terá o procedimento efetivado e não precisará fazer a prova presencial.

    A prova de vida por biometria facial é um projeto-piloto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em parceria com a Secretaria de Governo Digital (SGD) do Ministério da Economia e a Dataprev para que o beneficiário não precise se deslocar até uma agência bancária para realizar o procedimento anual. Farão os ajustes necessários para que o procedimento digital possa ser implementado com segurança, posteriormente, para todos os beneficiários.

    Pose para a selfie! Foto: shutterstock

    Pose para a selfie!

  • + Notícia

    Aprovado limite de taxa de juros do cartão de crédito e cheque especial pelo Senado

    O Senado aprovou a limitação em 30% ao ano dos juros do cartão de crédito e do cheque especial. Para as Fintechs, foi estabelecido um limite de juros de 35%.

    O limite de 30% vale para as operações contratadas durante a calamidade pública provocada pelo Covid-19, cuja prazo vai até 31 de dezembro de 2020.

    O texto ainda precisa da aprovação da câmara dos deputados e sanção do presidente Jair Bolsonaro.

    Além disso, foi aprovado uma emenda no Senado que permite o tabelamento permanente da taxa do cartão de crédito, que seria algo similar ao limite do cheque especial aprovado no começo deste ano.

    Olha isso!! Limite de 30% nos juros. Foto: 500px

    Olha isso!! Limite de 30% nos juros.

  • + Notícia

    Proposta de uma nova CPMF

    O governo pretende enviar para o Congresso a proposta de criação de um tributo digital com uma taxa de 0,2%. A expectativa de arrecadação seria de R$ 120 bilhões por ano.

    O novo imposto incidiria sobre os pagamentos, transferências e o comércio eletrônico.

    O objetivo é arrecadar recursos para uma possível desoneração da folha de pagamento e aumento da faixa da isenção do Imposto de Renda para Pessoa Física.

    A RockTheBank vai acompanhar os desdobramentos da nova CPMF e seus impactos financeiros e sobre os investimentos.

    Nova CPMF? Foto: 500px

    Nova CPMF?

  • + Notícia

    Santander demite 844 funcionários e fecha 50 agências

    O Banco Santander fechou 50 agências e demitiu 844 funcionários no segundo trimestre de 2020.

    O banco explicou que o compromisso de não demitir por conta do Covid-19 havia terminado em maio. Mesmo assim, o Sindicato dos Bancários de São Paulo e Osasco realizou uma denúncia contra o Santander.

    Por outro lado, o banco apresentou um aumento nos gastos de processamento de dados para avançar na transformação digital.

    Cortes de gastos no mundo físico Foto: 500px

    Cortes de gastos no mundo físico

  • + Notícia

    Banco Central lançará cédula de R$200

    É isso mesmo! Em breve será lançada a cédula de R$200 e deverá entrar em circulação a partir do final de agosto e terá como personagem o lobo-guará, mas o design ainda será apresentado.

    De acordo com o Banco Central a previsão é que sejam impressas 45 milhões de cédulas de 200 reais neste ano e, com a nova denominação, além de reduzir custos com a logística de distribuição do dinheiro, haverá o adequado abastecimento de cédulas na economia nacional.

    Estou na nota de R$ 200. Foto: shutterstock

    Estou na nota de R$ 200.

    • Foto de GIA
      GIA

      Já temos medo de andar com cédulas de 100 na carteira, quanto mais 200

      +
    • Foto de Kathleen Ferreira
      +
  • + Notícia

    Alienação Fiduciária: prazo para pagamento da dívida é contado em 5 dias corridos

    Alienação Fiduciária, também chamada de alienação em garantia, é a transmissão da propriedade de um bem ao credor para garantia do cumprimento de uma obrigação do devedor, que permanece na posse direta do bem, na qualidade de depositário.

    Por meio de busca e apreensão o bem é dado em garantia e, para que o devedor tenha esse bem restituído, é lhe dado o prazo de cinco dias para pagar o total da dívida pendente.

    Mas a dúvida era se esse prazo seria contado em dias úteis ou corridos, vez que o artigo 219 do CPC diz que na contagem de prazo em dias, estabelecido por lei ou pelo juiz, computar-se-ão somente os dias úteis. Porém, em seu parágrafo único ressalta que isto é aplicado apenas aos prazos processuais.

    A 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça que julgou recentemente o Recurso Especial nº 1.770.863, pôs fim à essa questão. De acordo com o voto da relatora do recurso, ministra Nancy Andrighi, esse prazo é contado em dias corridos e não em dias úteis porque é de natureza material e não processual:

    "O pagamento ou não da dívida do financiamento garantido pela alienação fiduciária não gera qualquer efeito endoprocessual, uma vez que não gera modificação nas posições jurídicas das partes na ação de busca e apreensão, pois não lhes cria faculdades e respectivos ônus, nem se relaciona à passagem de uma fase à outra do respectivo procedimento".

    O STJ tem definido a natureza de determinados prazos para que a contagem seja cumprida em tempo certo e as partes não restem prejudicadas.

    5 dias corridos para pagamento da dívida Foto: 500px

    5 dias corridos para pagamento da dívida

  • + Notícia

    Santander pode prejudicar investidores de fundos imobiliários

    O Banco Santander foi à justiça para solicitar a redução de aluguel cobrado de 28 agências do Rio de Janeiro.

    O banco havia vendido essas agências para um fundo da Rio Bravo Renda Varejo. Em troca, foi feito um contrato de aluguel de 10 anos entre o Fundo e o Banco Santander.

    O fundo foi vendido para investidores, que ganham a rentabilidade baseada no pagamento desses aluguéis. 

    No mercado financeiro e jurídico, menciona-se que o caso pode trazer insegurança jurídica e criar precedentes negativos para a indústria de fundos imobiliários.

    A Rio Bravo alega que o contrato não está sujeito a Lei de Locações. Portanto, não é passível de revisões periódicas.

    Outro ponto extremamente negativo, foi a recomendação da Santander Corretora para os clientes investirem no Fundo Rio Bravo Renda Varejo. Ou seja, de uma lado fala que é bom para investir, mas depois diz que reduzirá da rentabilidade.

    Irão nos prejudicar? Foto: 500px

    Irão nos prejudicar?

  • + Notícia

    Banco Central divulga ranking de bancos com maiores reclamações

    O Banco Central divulgou o Ranking de Reclamações do 2° semestre de 2020.

    Os índices são baseados pelo número de reclamações reguladas procedentes versus número de clientes.

    - Dentre as instituições financeiras com mais de 4 milhões de clientes, estão com os maiores índices de reclamações:

    1º PAN (conglomerado) - 158,89

     2º BMG (conglomerado) - 99,80

     3º INTER (conglomerado) - 97,92

     4º SANTANDER (conglomerado) - 41,35

     5º CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (conglomerado) - 26,45

     6º BRADESCO (conglomerado) - 24,35

     7º BB (conglomerado) - 22,76

     8º ITAU (conglomerado) - 21,09

     9º BANRISUL (conglomerado) - 19,83

    10º BANCO CSF S.A. - 16,59


    - Bancos e financeiras com menos de quatro milhões de clientes:

    1º FACTA FINANCEIRA S.A. - 559,96

    2º BANCO DIGIMAIS S.A. - 340,24

    3º  SAFRA (conglomerado) - 281,78


    Principais reclamações e sua quantidade de ocorrência:

    1º  Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito - 2.228:

    1. ITAU (conglomerado) - 470

    2. BRADESCO (conglomerado) - 296

    3. BNP PARIBAS (conglomerado) - 231

    4. SANTANDER (conglomerado) - 229

    5. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (conglomerado) - 219


    2º Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade dos serviços relacionados a operações de crédito - 2.050:

    1. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (conglomerado) – 679

    2. SANTANDER (conglomerado) - 391

    3. BRADESCO (conglomerado) - 290

    4.  ITAU (conglomerado) - 246

    5.  PAN (conglomerado) - 111


     3º Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking, ATM, credenciadora e operação de crédito - 1.411:

    1.   CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (conglomerado)- 497

    2.   SANTANDER (conglomerado) - 214

    3.   BRADESCO (conglomerado) - 138

    4.   BNP PARIBAS (conglomerado) - 109

    5.  ITAU (conglomerado) – 89


    Dentre as Administradoras de Consórcio:

    1º    PAN ADMINISTRADORA DE CONSORCIO LTDA - 1.186,23

     2º   CONSÓRCIO NACIONAL VOLKSWAGEN - ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIO LTDA - 520,54

     3º   MULTIMARCAS ADMINISTRADORA DE CONSORCIOS LTDA - 435,79

     4º   GMAC ADMINISTRADORA DE CONSORCIOS LTDA - 253,14

     5º    CAIXA CONSÓRCIOS S.A ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS - 159,04


    Para visualizar todos os rankings acesse www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/rankingreclamações .

    Ranking de Reclamações Foto: Shutterstock

    Ranking de Reclamações

  • + Notícia

    PIX: Novo Sistema de Pagamentos Instantâneos será gratuito para pessoa física

    O Banco Central prepara a estréia do novo sistema de pagamentos (PIX) no dia 03 de novembro de 2020. Espera-se que já esteja em pleno funcionamento no dia 16 de novembro de 2020.

    O PIX permitirá pagar e receber dinheiro em segundos, em qualquer hora e em todos os dias do ano. 

    Lembrando que, atualmente, os bancos permitem a realização de TED somente em dias úteis e com restrição de horário. No caso do DOC, as transações são realizadas no dia útil seguinte, assim como, existe limitação de valor máximo de transferência de R$ 4.999,99.

    Outra boa notícia é que o PIX será gratuito para a pessoa física. Bem como, terá um custo menor para as empresas. Hoje, por outro lado, os bancos cobram entre R$ 10 a R$ 20 por TED.

    Pagamentos Instantâneos Foto: 500px

    Pagamentos Instantâneos

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Dificuldade de pausar ou adiar 2 prestações da dívida nos bancos

    Devido ao COVID-19, os grandes bancos anunciaram a suspensão ou pausa de 2 parcelas das dívidas de casa, carro e outros créditos.

    Os bancos foram Caixa Econômica, Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander. Mas os clientes têm encontrado dificuldade, seja pela falta de atendimento e pela falta de conhecimento do assunto.

    Existem relatos de bancos oferecendo novos empréstimos, novos contratos com prazos maiores e juros maiores.

    Os bancos estão classificando essa operação como uma repactuação ou refinanciamento. Os bancos exigem que os clientes estejam em dia no pagamento das prestações para solicitar a pausa de 2 meses.

    Está com problemas com os bancos? Faça sua reclamação aqui na Rock e te ajudaremos.

    Sozinho? Foto: 500px

    Sozinho?

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Notícia

    Banco Central vai dar liquidez com debêntures

    O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou o Banco Central (BC) a conceder empréstimos a instituições financeiras garantidos em debêntures adquiridas entre 23 de março e 30 de abril de 2020. 

    Segundo o Banco Central, o objetivo da linha é prover liquidez ao mercado secundário de dívida corporativa, que foi afetado pela crise do Corona-vírus.

    Além das debêntures, o BC manterá, como garantia adicional, os recolhimentos compulsórios do banco no mesmo montante da operação.

    O Banco Central anunciou várias medidas para dar liquidez para os bancos.

    Mais Liquidez Foto: 500px

    Mais Liquidez

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Notícia

    Banco Central injeta R$ 68 bilhões com redução do compulsório

    O Banco Central decidiu reduzir a alíquota do compulsório sobre recursos a prazo de 25% para 17%. 

    A estimativa é que a mudança resulte numa liberação de R$ 68 bilhões a partir do dia 30 de março. 

    Em 14 de dezembro, caso a economia tenha atravessado a pandemia do Covid-19, a alíquota do compulsório sobre recursos a prazo será recomposta ao patamar anterior de 25%.

    Mais uma medida do Banco Central para dar liquidez para os bancos.

    A Rock vai acompanhar os efeitos da crise sobre os bancos e ajudar as pessoas a não perderem seu dinheiro.

    Rios de Liquidez Foto: 500px

    Rios de Liquidez

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    DPGE de no mínimo R$ 1 milhão

    O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou a Resolução nº 4.785, que autoriza a captação de Depósito a Prazo com Garantia Especial do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

    O DPGE1 deve ter valor mínimo de emissão de R$ 1 milhão, e prever prazo mínimo de 12 meses e máximo de 24 meses, sendo vedado o resgate antecipado.

    As instituições estão autorizadas a captar em DEPG1 o valor equivalente ao seu patrimônio líquido, limitado a R$ 2 bilhões, por conglomerado, e as emissões poderão ocorrer até o início de 2022. 

    Esse instrumento foi utilizado na crise de 2008 para dar liquidez, principalmente, para os bancos pequenos. Agora, vai ajudar os bancos a levantarem depósitos no momento da crise do Corona-vírus.

    Ponte para a crise Foto: 500px

    Ponte para a crise

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Bancos precisam informar no extrato os detalhes do cheque especial

    O Banco Central publicou a Circular número 3.981 que trata da prestação de informações para os clientes referente ao cheque especial.

    Os bancos terão que detalhar os extratos das pessoas físicas e MEIs (micro-empreendedor individual) as seguintes informações:

    -Limite de crédito contratado;

    -Saldo devedor (na data);

    -Valores utilizados diariamente;

    -Valor e forma de apuração da tarifa cobrada

    -Taxa de juros efetiva do mês

    -Valor dos juros acumulado no período

    Essas informações deverão ser informadas aos clientes a partir de 1 de junho de 2020.

    Detalhes no Extrato Foto: 500px

    Detalhes no Extrato

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Descubra as principais reclamações contra os bancos e que são procedentes

    No ranking de reclamações divulgados pelo Banco Central referente ao quarto trimestre de 2019, mostam que as principais reclamações procedentes são:

    1) Oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada

    Os bancos fazem muito isso ainda. Ou seja, os gerentes não passam todas as informações dos produtos e serviços. Ou a venda ou oferta é inadequada.

    Se você não foi informado corretamente, você pode reclamar contra o banco.

    2) Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito


    3) Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade dos serviços relacionados à operações de crédito


    4) Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATM


    5) Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços disponibilizados em internet banking


    Os ranking 2,3, 4 e 5 referem-se a problemas de fraude, problemas de roubo, problemas de invasão no internet banking. 


    6) Débito em conta de depósito não autorizado pelo cliente


    7) Restrição à realização de portabilidade de operações de crédito consignado relativas a pessoas naturais


    8) Insatisfação com a resposta recebida da instituição financeira referente à reclamação registrada no BCB


    9) Cobrança irregular de tarifa por serviços não contratados


    Se você teve algum tipo de problema com o banco, pode fazer sua reclamação.

    https://rock.com.br/seu-banco/reclamacoes/

    O caminho para a reclamação procedente Foto: 500 px

    O caminho para a reclamação procedente

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Ranking de Reclamações de Bancos 4T2019

    O Banco Central divulgou o seu ranking de reclamações do quarto trimestre de 2019 (índice de reclamação):

    1. PAN: 126,47

    2. BMG: 68,66

    3. Banrisul: 23,30

    4. Santander: 22,94

    5. Bradesco: 19,36

    6. BB: 19,06

    7. Caixa Econômica Federal: 17,19

    8. Itaú: 16,85

    9. Votorantim: 9,50

    O índice de reclamações considera a quantidade de reclamações procedentes versus a quantidade de clientes. 


    Em números absolutos o ranking ficaria (quantidade de reclamações procedentes):

    1. Bradesco: 1.910

    2. Caixa Econômica Federal: 1.637

    3. Itaú: 1.377

    4. BB: 1.267

    5. Santander: 1.085

    6. PAN: 564

    7. BMG: 326

    8. Banrisul: 115

    9. Votorantim: 70

    Aproveitando, faça sua reclamação aqui na Plataforma Rock The Bank. 

    https://rock.com.br/seu-banco/reclamacoes/

    Faça sua Reclamação contra os bancos Foto: 500px

    Faça sua Reclamação contra os bancos

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Bradesco cobrou tarifa de "cesta básica de serviços" sem informar adequadamente.

    O banco Bradesco foi multado em R$ 5 milhões por cobrar uma tarifa de cesta básica de serviços sem informar adequadamente os seus clientes, na maioria aposentados.

    Isso ocorreu no Maranhão em novembro de 2019.

    Ministério Público Estadual afirmou que os clientes foram informados sobre o serviço apenas de forma verbal, com minutas contratuais de difícil compreensão, principalmente para o caso de aposentados semianalfabetos do município. 

    Sem informar adequadamente Foto: 500px

    Sem informar adequadamente

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Banco Santander foi condenado por metas abusivas e por causar doenças mentais

    A Justiça do Trabalho condenou o Banco Santander por metas abusivas e por causar adoecimento mental dos seus trabalhadores.

    O valor da condenação foi de R$ 274 milhões em setembro de 2019.

    O Ministério Público disse que dos bancários do Santander afastados por acidente e doença mental correspondem a 26% do total entre os anos de 2012 e 2016. Além disso, em 2014, o Banco Santander registrou em média 2 afastamentos por dia.

    A decisão judicial também existe que o banco proíba a submissão a metas abusivas e que estabeleça essas metas em negociação coletiva.

    O Banco Santander pode recorrer da condenação.

    Metas abusivas Foto: 500px

    Metas abusivas

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Possibilidade de reduzir os juros dos créditos para pequenas e micro empresas para 2020

    O Banco Central estuda a possibilidade de liberar a Portabilidade de Crédito para micros e pequenas empresas para o ano de 2020.

    Essa é uma boa medida para reduzir os juros das operações de crédito para pequenas empresas.

    Segundo o Banco Central: "O objetivo da medida é permitir a transferência de dívidas de uma linha de crédito cara para outras modalidades mais baratas.

    No entanto, resta saber se haverá algum tipo de custo de pré-pagamento das operações de crédito para pequenas empresas.

    Para grandes empresas é permitido cobrar um custo de pré-pagamento de crédito, cuja clausula está nos contratos entre o banco e a empresa.

    Vamos reduzir juros dos créditos para pequenas empresas? Foto: 500px

    Vamos reduzir juros dos créditos para pequenas empresas?

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Reduza dos juros com Cheque Especial com a Portabilidade de Crédito

    A partir de abril 2020, você poderá realizar a Portabilidade de Crédito para o produto cheque especial.

    Você pode escolher um banco com juros menores no cheque especial e fazer a portabilidade.

    A melhor forma de fazer isso é:

    -Pesquisar as taxas de juros do cheque especial

    -Simular o ganho da redução dos juros

    -Solicitar para o novo banco a portabilidade do cheque especial.

    Estamos em um dos melhores momentos da história do Brasil porque a taxa selic está no patamar mínimo e o Banco Central limitou os juros do cheque especial em 8% ao ano a partir de 06 de janeiro de 2020.

    Portabilidade de Cheque Especial Foto: 500px

    Portabilidade de Cheque Especial

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Aumento ou redução do limite do Cheque Especial. O que os bancos podem fazer?

    A partir de 06 de janeiro de 2020, teremos:

    1) Redução do Limite do Cheque Especial: Precisará comunicar o cliente, com no mínimo trinta dias de antecedência;

    Os limites podem ser reduzidos desde que verificada deterioração do perfil de risco de crédito do cliente, conforme critérios definidos na política de gerenciamento do risco de crédito.

    2) Aumento do Limite do Cheque Especial: Ser condicionada à prévia autorização do cliente, obtida a cada oferta de aumento de limite. O cliente precisa aprovar, porque haverá a cobrança de tarifa de até 0,25% sobre o valor do limite disponibilizado do cheque especial para limites acima de R$ 500.

    Aumento ou Redução do Limite do Cheque Especial Foto: 500px

    Aumento ou Redução do Limite do Cheque Especial

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Tarifa de Cheque Especial. Fique Atento.

    Os bancos poderão cobrar uma tarifa de cheque especial a partir de junho de 2020.

    As regras são:

    -Não se pode cobrar a tarifa para limites de crédito até R$ 500.

    -Para limites acima de R$ 500, pode-se cobrar uma tarifa mensal de até 0,25% sobre o valor do limite que exceder R$ 500.

    -A tarifa deverá ser descontada do valor devido dos juros do cheque especial no respectivo mês.

    Basicamente, a mensagem é simples:

    Não vale a pena ter um limite de cheque especial alto. Porque, agora os bancos irão cobrar uma taxa de 0,25% sobre o valor do limite que for superior a R$ 500.

    Exemplo:

    -Se tem um limite de R$ 2.000 de cheque especial. O valor superior a R$ 500 é de R$ 1.500. Portanto R$ 1.500 x 0,25% = R$ 3,75 de tarifa por mês.

    -Se tem um limite de R$ 10.000 de cheque especial. O valor superior a R$ 500 é de R$ 9.500. Portanto R$ 9.500 x 0,25% = R$ 23,75 de tarifa por mês.

    Tarifa do Cheque Especial Foto: 500px

    Tarifa do Cheque Especial

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Análise

    Taxa Máxima de 8% ao mês no Cheque Especial

    A partir de 06 de janeiro de 2020, a taxa máxima do cheque especial será de 8% ao mês, o que corresponde a 152% ao ano.

    Essa é uma mudança importante, porque vai ajudar as pessoas a pagarem menos juros para os bancos.

    Antes da mudança da regra, existiam bancos que cobravam 435% ao ano no cheque especial, ou 15% ao mês.

    Exemplo:

    a) Para um uso de R$ 1.000 no cheque especial em um 1 ano:

    -Nova regra (máximo de 8% ao mês): Juros de R$ 1.518

    -Com taxa de 15% ao mês: Juros de R$ 4.350


    b) Para um uso de R$ 5.000 no cheque especial em 1 ano:

    -Nova regra (máximo de 8% ao mês): Juros de R$ 7.590

    -Com taxa de 15% ao mês: Juros de R$ 21.751


    "O objetivo dessa medida é corrigir falha de mercado no produto cheque especial, visando reduzir seu custo e sua regressividade - considerando que o produto é mais utilizado por clientes de menor poder aquisitivo e educação financeira - e racionalizar o seu uso pelo cliente". Nota do Banco Central

    Cheque Especial Foto: 500px

    Cheque Especial

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Notícia

    Cobranças Abusivas do Agibank

    O Ministério Público Federal abriu processo contra a Agiplan Financeira, vinculada ao banco digital Agibank, por cobranças abusivas e falta de transparência na relação com seus clientes.

    "Centenas de reclamações contra a Agiplan já foram registradas em órgãos de defesa do consumidor, sites e redes sociais", afirmou o MPF .

    Será o Banco Digital e as Fintechs são a solução no Brasil?

    Cobranças Abusivas Foto: 500px

    Cobranças Abusivas

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Notícia

    Banco Inter: Vazamento de dados de clientes

    Tomem muito cuidado.

    Foto Notícia
    TecMundo - Descubra e aprenda tudo sobre tecnologia

    Vazam dados sensíveis de 100 mil clientes do Banco Inter; banco nega - TecMundo

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Rubi

    + Notícia

    Banco Neon Quebrou

    Você pode recuperar até R$ 250 mil por CPF. O processo pode demorar até 3 meses.

    Foto Notícia

    Banco Neon fechou; saiba o que acontece com quem tem conta - InfoMoney

  • + Notícia

    Nubank: Guerra contra os grandes bancos

    O Cade entendeu que há questões a serem avaliadas e abriu um inquérito a respeito do tema.

    Foto Notícia
    TecMundo - Descubra e aprenda tudo sobre tecnologia

    É guerra! Nubank abre representação no Cade contra grandes bancos do Brasil - TecMundo

  • + Notícia

    Concorrência: Pequenos e Médios bancos

    Presidente do Banco Central: Vamos empoderar bancos menores. 

    Será que isso vai baixar os juros dos bancos no Brasil?

    Jornal do Comércio

    'Vamos empoderar os bancos menores', diz Ilan - Jornal do Comércio

  • + Análise

    Possível obter do banco um contrato de 10 anos atrás?

    Os bancos devem manter as informações dos clientes, segundo a resolução 913.

    Portanto, sim pode-se recuperar uma informação de 10 anos atrás. 

    O processo era feito através de microfilmagem.

    None
    • Foto de zillner
      zillner

      Muito eficiente

      +
  • + Análise

    Os bancos precisam passar todas as informações

    Você está com dificuldade de conseguir os extratos do banco?  Não consegue as informações de 5 anos atrás? O banco não passa o contrato do empréstimo? O  banco não informa as condições dos investimentos? 

    Pois bem, a Resolução 3.694 (atualizada pela Resolução 4.283) do Banco Central do Brasil no seu Artigo primeiro diz:

    IV - o fornecimento tempestivo ao cliente ou usuário de contratos, recibos, extratos, comprovantes e outros documentos relativos a operações e a serviços

    Portanto, o banco deve informar rapidamente todas as informações solicitadas pelo cliente. Importante salientar que as informações dos clientes são armazenadas pelo Banco, segundo a Resolução 913.

    Se o banco se negar a passar as informações, bem como demorar para passar as informações, você deve fazer uma reclamação no site do Banco Central do Brasil. bcb.gov.

    None
  • + Notícia

    Santander: Lucro de R$ 12 bilhões em 2018

    O maior da história do banco no Brasil. Qual a sua opinião sobre isso?

    https://economia.ig.com.br/2019-01-30/lucro-santander-2018.html

    Foto Notícia
    Economia

    Lucro do Santander Brasil cresceu 52% em 2018; confira - Economia - iG

  • + Notícia

    Banco do Brasil: Lucro de R$ 12,8 bilhões em 2018. Aumento de 17% comparado com 2017.

    Foto Notícia
    O Globo

    Banco do Brasil tem lucro líquido de R$ 12,8 bi em 2018, alta de 17% - Jornal O Globo

  • + Notícia

    Santander: A exposição continua a causar polêmica

    O que vocês acham dessa polêmica?

    Foto Notícia
    HuffPost Brasil

    Santander é obrigado a fazer exposições sobre diversidade após cancelar Queermuseu

    • Foto de GIA
      GIA

      queria ter ido na exposição kkkkkk perdi

      +
  • + Notícia

    Bancos demitem mais bancários

    O número de bancários caiu de 900 mil para 530 mil. A tendência é continuar com as demissões. O que vocês acham?

    Foto Notícia
    StartSe

    Tecnologia enxuga bancos: Bradesco teve 7,4 mil demissões voluntárias | StartSe

  • + Notícia

    Banco do Brasil: Clientes voltam a ter problemas

    Tudo bem com vocês clientes do Banco do Brasil?

    Foto Notícia
    G1

    Clientes do Banco do Brasil voltam a ter dificuldades para realizar operações; banco diz que atendimento foi normalizado | Economia | G1

    • Foto de GIA
      GIA

      E teve algum momento na história de todos os bancos que os clientes não tiveram problemas? kkk

      +
  • + Notícia

    Santander eleito o melhor banco no Brasil em 2019

    Foto Notícia
    Somos o melhor banco do Brasil e da América Latina! O reconhecimento é do Euromoney Awards for Excellence 2019,
  • + Notícia

    Bradesco: Lucro de R$ 21 bilhões em 2018

    O lucro de 2018 aumentou 13% em comparação a 2017. Você gostou?

    https://exame.abril.com.br/negocios/lucro-liquido-do-bradesco-sobe-para-r21-bilhoes-em-2018/

    Foto Notícia
    EXAME

    Lucro líquido do Bradesco sobe para R$21 bilhões em 2018 | EXAME

  • + Notícia

    Itau: Lucro de R$ 25,8 bilhões em 2018

    Foto Notícia
    @infomoney

    Itaú Unibanco tem lucro de R$ 25,7 bilhões em 2018, alta de 3,4% - InfoMoney

  • + Notícia

    Santander: Pane no Sistema

    "Santander tá fora do ar? Não consigo acessar internet banking e nem consegui pagar meu almoço no débito"

    Foto Notícia
    G1

    Santander afirma que pane elétrica deixou sistema fora do ar | Economia | G1

    • Foto de RockTheBank
      RockTheBank

      Pane nos Sistemas do Banco Santander

      • Foto de GIA
        GIA

        que péssimo kkk

        +
      +
  • + Album

    Frases lindas sobre os bancos

    Você concorda com essas frases?

    “O cofre do banco contém apenas dinheiro. Frustar-se-á quem pensar que nele encontrará riqueza.”  Carlos Drumond de Andrade

    “O cofre do banco contém apenas dinheiro. Frustar-se-á quem pensar que nele encontrará riqueza.” Carlos Drumond de Andrade

    “Que bom que as pessoas da nação não entendem nosso sistema bancário e monetário, pois se entendessem, acho que haveria uma revolução antes do amanhecer.”  Henry Ford

    “Que bom que as pessoas da nação não entendem nosso sistema bancário e monetário, pois se entendessem, acho que haveria uma revolução antes do amanhecer.” Henry Ford

    “Melhor que roubar um banco, é fundar um.” Bertolt Brecht

    “Melhor que roubar um banco, é fundar um.” Bertolt Brecht

    • Foto de Priscila Melo
      Priscila Melo São frases muito lindas mesmo
      +
  • + Album

    Frases lindas de Banqueiros

    Escritores, poetas e artistas falam sobre os banqueiros.

    “Banqueiro: aquele que empresta o dinheiro dos outros e guarda os juros para si.”  
John Garland Pollar

    “Banqueiro: aquele que empresta o dinheiro dos outros e guarda os juros para si.” John Garland Pollar

    “Banco é o lugar onde você pode obter dinheiro emprestado, se provar que não precisa dele.”  Bob Hope

    “Banco é o lugar onde você pode obter dinheiro emprestado, se provar que não precisa dele.” Bob Hope

    “A maneira como os bancos ganham dinheiro é tão simples que é repugnante.” John Kenneth Galbraith

    “A maneira como os bancos ganham dinheiro é tão simples que é repugnante.” John Kenneth Galbraith

    “Um banqueiro é um homem que te empresta o chapéu de chuva quando faz sol e que to tira quando começa a chover.”
Mark Twain

    “Um banqueiro é um homem que te empresta o chapéu de chuva quando faz sol e que to tira quando começa a chover.” Mark Twain

  • + Análise

    Os piores Internet Banking do Brasil

    Como saber quais são os piores internet banking do Brasil?

    Simples.

    Basta consultar a pagina de Faça sua reclamação. Na parte de ranking das reclamações, que são as reclamações realizadas no Banco Central do Brasil. O nome é estranho, mas refere-se a "Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços disponibilizados em internet banking". 

     

     

    Você vai encontrar seu banco lá.

     

  • + Análise

    Internet Banking é tudo lento e ruim?

    O grande desafio dos bancos é melhorar o Internet Banking.

    As reclamações são frequentes, seja pela lentidão, seja pelas fraudes, seja pelos erros nas páginas do site, seja pelos problemas no sistema, seja para dificuldade de usar o site.

    Os bancos investem pesadamente em segurança, mas a senha para acessar o site é de apenas números. Quer dizer, que não permite letras e nem caracteres especiais. Outros solicitam o CPF, que pode ser facilmente obtido em pesquisas na internet. 

    Todos os grandes bancos tiveram problemas nos sistemas, ou na internet, ou no aplicativo, ou no caixa.

    Um conselho importante é não abrir nenhum arquivo que você recebe por email, seja imagem, seja word, seja planilha em excel, seja pdf. 

    Porque são virus, que ficam instalados no seu computador. Quando você utilizar o internet banking, os virus é ativado e o hacker pode ter acesso ao seu computador e a sua conta no banco.





    None
  • + Análise

    Os bancos podem cobrar tarifas pela Conta Salário?

    Não se pode cobrar tarifas pela utilização da conta salário para:

    -A transferência de recursos em aplicações automáticas

    -Na portabilidade 

    -Cartão magnético, somente em caso de reposição

    -Até cinco saques.

    -Duas consultas mensais ao saldo-dois extratos

    -Manutenção de conta.