Espaço Rock

Um Espaço que mostra o que afeta sua Vida Financeira:

  • + analise

    Aprovado Projeto de Lei que altera o Código de Trânsito: Economia de Gastos e Tempo.

    De autoria do Poder Executivo, o Projeto de Lei 3267/19, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, foi aprovado pela Câmara dos Deputados e seguirá para votação do Senado.

    Dentre as principais mudanças, destacam-se:

    - O prazo para renovação da CNH passa a ser de dez anos para motoristas com idade inferior a 50 anos; cinco anos para aqueles com idade entre 50 e 70 anos; e três para aqueles acima de 70 anos;

    - Aumento do limite para suspensão da CNH, de 20 para 40 pontos, para condutores que não tenham cometido nenhuma infração gravíssima. Motoristas profissionais também terão o teto de 40 pontos, independentemente da infração;

    - Criação de cadastro positivo – Registro Nacional Positivo de Condutores – que possibilita benefícios fiscais e tarifários para condutores que não cometeram infrações nos últimos 12 meses.

    As mudanças trazidas significam economia de gastos e tempo, vez que atualmente:

    - O custo de renovação da CNH é de aproximadamente entre R$100 a R$150;

    - A suspensão ocorre com apenas 20 pontos, independentemente da infração, cujo motorista fica sujeito à uma suspensão que varia entre seis meses a um ano sem dirigir. Se houver reincidência em 12 meses após o término da penalidade, o motorista tem a carteira de habilitação suspensa por oito meses a dois anos;

    - Não há compensação fiscal e tarifários para condutores sem infrações.

    Portanto, além de contribuir para aumento da segurança no trânsito e diminuição de acidentes, o projeto se aprovado, também acarretará impactos positivos econômicos.

    Desburocratizando o trânsito Foto: Shutterstock

    Desburocratizando o trânsito

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + enquete

    Qual o maior gasto de um automóvel?

    Votem naquilo que mais gasta dinheiro quando se tem um automóvel.

    • 14 0
      14 pontos
      Combustível

      Combustível

    • 10 0
      10 pontos
      Seguro

      Seguro

    • 10 0
      10 pontos
      IPVA

      IPVA

    • 8 0
      8 pontos
      Manutenção/Revisão

      Manutenção/Revisão

    • 6 0
      6 pontos
      Documentação/Impostos

      Documentação/Impostos

  • + enquete

    Qual o melhor tipo de carro para comprar, analisando custo/benefício?

    Votem no tipo de carro que tenha menos custo e mais benefício.

    • 18 0
      18 pontos
      Sedãs (compactos, médios e de luxo)

      Sedãs (compactos, médios e de luxo)

    • 18 0
      18 pontos
      Hatches compactos

      Hatches compactos

    • 14 -2
      12 pontos
      Picapes médias

      Picapes médias

    • 14 -3
      11 pontos
      SUVs

      SUVs

  • + enquete

    Ao comprar um carro, o que é mais importante verificar?

    Votem no que, para você, é indispensável para comprar um carro.

    • 21 0
      21 pontos
      Itens de segurança

      Itens de segurança

    • 20 0
      20 pontos
      Esportividade

      Esportividade

    • 20 -2
      18 pontos
      Porta-malas grande

      Porta-malas grande

    • 20 -2
      18 pontos
      Espaço interno amplo

      Espaço interno amplo

    • 18 -3
      15 pontos
      Financiamento

      Financiamento

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + analise

    Compra de carro em leilão: pagamento à vista

    Nos leilões de carro, normalmente, os pagamentos são:

    - à vista. Você deve ter todo o dinheiro para arrematar o carro. Em geral, o comprador deixa um cheque caução e tem 24 horas para pagar.

    -pagar 5% do custo do leiloeiro

    -tem carros pendências de multas, ipvas e seguro obrigatória (tem que constar no Edital)

    -custos de revisão e manutenção do carro

    None
    • Foto de Ivo Barbosa
      Ivo Barbosa

      Interessante!

      +
    • Foto de bob
      bob

      Boa!

      +
  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + analise

    Leilão de carros: Não é permitido teste

    O comprador do carro não pode testar o carro antes do leilão. 

    Ele pode apenas fazer a verificação visual e não pode dar partida no carro. 

    O ideal é levar um mecânico de confiança para ajudar na avaliação do carro, porque existem muitos carros de origem de roubos, de batidas, de enchentes e outros sinistros.

    None
  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + analise

    O banco levou meu carro

    Se você fez um financiamento de carro com alienação fiduciária, o banco pode retomar o carro se você ficar inadimplente. Poder ser apenas 3 prestações sem pagar.

    Devido a garantia de alienação fiduciária, o banco tem grande facilidade para pegar o carro de volta em caso de não pagamento das prestações. 

    Portanto, muito cuidado ao realizar um financiamento de carro. Análise se tem condições de pagar por todos os custos, seja de IPVA, seguro, manutenção, combustível e as prestações.

    Lembrando que o valor do carro deprecia todo o ano. Então, pode ser que mesmo com a retomada do carro pelo banco, o valor não seja suficiente para pagar a dívida.

    None
  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + analise

    Saiba como é fácil perder seu carro financiado

    O banco tém a propriedade do carro, devido à alienação fiduciária. Veja que o carro não está em seu nome, mas em nome do banco. Somente depois de pagar todas as prestacões, o carro passará para o seu nome. Por esta razão, se você atrasar algumas prestações do carro, o banco o retomará. Em média, os bancos verificam 3 meses de atraso. O processo para retomar o carro é muito rápido. Então tome muito cuidado antes de financiar um carro, verifique se tem renda suficiente para pagar as prestações, gasolina, IPVA, seguro, manutenção, estacionamento.
    None
  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + analise

    Carro. Tão caro e apenas 5% de utilização

    O carro é um dos itens mais caros do orçamento de uma família. Em algumas famílias pode representar entre 25% a 30% da renda bruta. Mas por outro lado, uma pessoa em média utiliza apenas 5% do carro. Ou seja, a maior parte do tempo o carro fica parado na casa, no estacionamento do trabalho, e muitas vezes o carro só tem uma pessoa dentro, o próprio motorista.

    Isso quer dizer que temos um excedente, um desperdício muito grande de um bem que não é tão utilizado. E como podemos otimizar?

    Principalmente os jovens têm buscado a economia compartilhada como caronas, como Uber, como viagens compartilhadas. Será que vale a pena?

    Do ponto de vista financeiro, não tenho dúvida que vale a pena. Sob o ponto de vista emocional também, porque vale muito mais experiências do que ter um carro. Com o dinheiro que sobra de não ter um carro, invista em experiências.

    None
    • Foto de GIA
      GIA

      pois é

      +