+ analise

Investir na Bolsa de Valores tem retorno garantido?

Nos últimos dias, a notícia que um influencer digital perdeu R$30 milhões em uma operação na Bolsa e depois sumiu, deu o que falar.

Investidores aplicavam altos valores no Fundo que tinha o próprio nome do trader “Fundo Vinicius Ibraim” (sem CNPJ e sem registro na CVM), os quais eram depositados na conta corrente do mesmo. Ele realizava operações ao vivo, mostrando como investir na Bolsa seria rentável, garantindo ao público o retorno de 2 a 10% ao mês, induzindo ou instigando as pessoas a investirem com ele.

No entanto, quando se trata de investimentos, nada é garantido! No mercado financeiro, não existe nada que garanta retorno junto ao Fundo.

Impossível ainda, o retorno de 2 a 10% por mês, conforme o influencer teria garantido.

Conforme a CVM 592, somente Consultores de Valores Mobiliários autorizados podem exercer essa atividade: “O exercício da atividade de Consultoria de Valores Mobiliários compreende a prestação dos serviços de orientação, recomendação e aconselhamento, de forma profissional, independente e individualizada, sobre investimentos no mercado de valores mobiliários, cuja adoção e implementação sejam exclusivas do cliente. Este profissional possui conhecimentos técnicos e práticos para auxiliar seu cliente na busca do produto que irá melhor atender a seus objetivos e necessidades pessoais. A consultoria de valores mobiliários só poderá ser exercida por pessoas físicas ou jurídicas previamente autorizadas pela CVM, conforme normas estabelecidas na Instrução CVM 592.”

Fica o alerta rock aos investidores:

- Conheça a Instrução Normativa da Comissão de Valores Mobiliários que dispõe sobre a constituição, a administração, o funcionamento e a divulgação de informações dos fundos de investimento – Instrução CVM 555.

(http://www.cvm.gov.br/legislacao/instrucoes/inst555.html)

- O administrador e o gestor são proibidos de receber depósito em conta corrente (art. 89, I).

- São proibidos de prometer rendimento predeterminado aos cotistas (art. 89, V).

- Consulte na CVM (http://www.cvm.gov.br/) se o Fundo está ativo, os seus administradores e os recursos financeiros que possui.

- Não faça transferência direta para a conta da pessoa física, mas para o CNPJ do Fundo.

- Verifique se o Fundo está registrado na CVM.

- Veja se a pessoa física ou jurídica está habilitada a dar consultoria de valores mobiliários.

- Não existe retorno garantido de 2% a 10% ao mês.

- Performance passada não é garantia de retorno futuro.

- Não acredite em tudo que assiste nas mídias sociais, Youtube. Tem muita coisa fake ou uma ilusão criada para fazer a pessoa apostar seu dinheiro.

Não se iluda! Foto: 500px

Não se iluda!