Foto de Rock
Rock Rubi

+ Análise

Investimentos em renda fixa: Invista em duration

Devido ao aumento da inflação e do risco fiscal, os juros futuros de longo prazo têm subido no Brasil. A taxa selic chegou a 2% ao ano e subiu para 5,25% ao ano.

Notamos uma oportunidade de operar duration na curva de juros. Ou seja, as taxas de médio e longo prazo atingiram patamares entre 10% a 11% ao ano.

A taxa futura de janeiro de 2024 estava em 9,21% (24 de agosto de 2021), janeiro de 2027 ficou em 10% ao ano. E finalmente, as taxas de janeiro de 2035 estavam em 10,91% ao ano.

Portanto, pode-se reservar parte do capital / portólio para investir em juros de médio e longo prazo. Pode-se fazer isso com Tesouro Direto Prefixado, Tesouro Direto IPCA e títulos privados.

No caso do Tesouro Direito, existe a liquidez diária, ou seja, pode-se resgatar o investimento a qualquer momento. 

No dia 24 de agosto de 2021, a taxa do Tesouro Prefixado estava:

a) 2024: 9,53% ao ano

b) 2026: 9,91% ao ano

c) 2021: 10,57% ao ano (juros semestrais)

No caso dos títulos privados, geralmente, não há liquidez até o vencimento do papel. Por este motivo e pelo risco do banco privado, os CBDs, LCIs, LCAs pagam um prêmio.

Encontramos CDBs com taxas de 110%, 120%, 130% do CDI. Se a taxa prefixada é de 10%, o valor de 130% do CDI é de 13% ao ano. Em 6 anos, a taxa bruta acumulada é de 108,2%. Uma excelente taxa.

Algumas plataformas de investimento permitem o resgate mesmo de produtos sem liquidez, mas neste caso cobra-se uma taxa de liquidação antecipada.

Oportunidades Foto: 500px

Oportunidades