Foto de Rock
Rock Rubi

+ Análise

Conhece a licença PET-ernidade para quem adota um pet?

Com o isolamento requerido pela pandemia, houve um grande aumento pela procura de adoção de pets.

Assim, para ajudar na adaptação do pet ao novo lar, bem como do dono se dedicar à chegada e adaptação do novo bichinho, muitas empresas, por inciativa própria, garantem aos seus empregados uma folga de dois dias sem prejuízo da remuneração, chamada de licença PET-ernidade.

Tal movimento foi lançado pela Petz e teve apoio de muitas empresas, como: Vivo, Ogilvy, Royal Canin, Zee.Dog, Purina e a consultoria Great Place to Work, que passaram a oferecer a licença para os seus colaboradores.

Segundo o diretor executivo da Ogilvy Brasil, Márcio Fritxen, o movimento reflete a importância dos animais de estimação na vida das pessoas e reforça o papel das empresas tanto no fomento à saúde mental quanto no respeito aos animais.

A Licença funciona da seguinte forma: ao realizar a adoção de um cão ou gato, os colaboradores das empresas que aderiram ao movimento, notificam o RH da empresa, apresentando as devidas documentações que comprovam a iniciativa, e então passam a usufruir do benefício de dois dias livres para cuidar do pet. Cada empresa que aderir ao programa estabelecerá como isso funcionará.


O que achou dessa licença PET-ernidade de dois dias sem prejuízo da remuneração? Será que vai pegar?


Fomentando a adoção de pets Foto: 500px

Fomentando a adoção de pets