Espaço Rock

Um Espaço que mostra o que afeta sua Vida Financeira:

  • + analise

    Investimento em Startups poderá cair 10% em 2020.

    Investimento Anjo

    O volume aportado pelos investidores anjo no Brasil alcançou pouco mais de R$ 1 bilhão em 2019. O valor subiu 9% em comparação com o ano de 2018.

    Mas segundo algumas pesquisas realizados pela Anjos do Brasil, o investimento em 2020 poderá cair 10%, devido a crise do Covid-19.

    O valor médio investido alcançou para R$ 129 mil em 2019 comparados com R$ 85 mil em 2011.

    Investimentos Totais

    Segundo a consultoria Transactional Track Records (TTR), o valor total investido em startup brasileiras aumentou 8 vezes entre 2015 e 2019. O valor atingiu R$ 9,7 bilhões em 2019.

    A expectativa é de crescimento consistente em investimentos em startups, porque:

    - A taxa de juros no Brasil caiu de 14.25% para 2% ao ano. Isso provoca um movimento de renda fixa e CDI para investimentos mais arriscados como renda variável;

    -Aumento do processo de digitalização da economia e sociedade;

    -Desburocratização da economia e reformas estruturais;

    -Surgimento de novas tecnologias e inovações;

    -Brasil tem uma população de 212 milhões de pessoas, ou seja, a base para escalar é alta. A Rússia tem uma população de 147 milhões.

    Startups mudando o mundo Foto: 500px

    Startups mudando o mundo

  • + analise

    PIX: Agendamento de Pagamento e Saques no Varejo

    Agendamento de Pagamento Futuro

    No PIX será possível realizar o pagamento em datas futuras. 

    Os bancos também poderão disponibilizar o modelo de agendamento garantidos, ou seja, o recebedor tem garantia de recebimento da instituição financeira na data futura.

    Saques de dinheiro no Varejo


    O serviço de saque no varejo não estará disponível em novembro de 2020. 

    Mas será uma nova funcionalidade do PIX que será lançado brevemente.  

    A pessoa física não precisará ir à agência bancária ou ao Banco24 horas para sacar o dinheiro. Porque, poderá fazer o saque no varejista credenciado.

    O varejista gerará um QR Code, em que o usuário confirmará. O dinheiro será transferido no mesmo instante para o varejista que disponibilizará o dinheiro para o saque.

    As vantagens para os varejistas seriam:

    -reuso do dinheiro;

    -mais clientes no estabelecimento;

    -novos negócios.

    Adicionalmente, reduzirá o custo de transporte do dinheiro e os custos de segurança.

    Dinheiro circulando Foto: 500px

    Dinheiro circulando

  • + analise

    PIX: 8 coisas que você precisa saber.

    O PIX vai revolucionar os pagamentos no Brasil. Veja as 8 características do PIX e como você poderá reduzir custos de pagamento seja você pessoa física ou jurídica:

    1) Velocidade

    -Uma ted demora até 30 minutos para ser confirmado. 

    -Um Doc tem um prazo de 1 dia útil. 

    -O boleto demora até 2 dias para ser liquidado.

    No PIX, o pagamento será instantâneo. Existe um acordo de nível de serviço, em que determina que 99% dos pagamentos sejam feitos em até 10 segundos e 50% das transações sejam efetuados em até 6 segundos.

    2) Custo

    O custo do boleto em média é de R$ 2, mas existem casos de até R$ 4. Temos o custo de Ted entre R$ 10 a R$ 18. O custo de DOC ao redor de R$ 5,00. O PIX será gratuito para a pessoa física. Para a pessoa jurídica, o custo será muito baixo.

    3) Disponibilidade

    A disponibilidade do PIX será de 24 horas, 7 dias por semana e 365 dias por ano. 

    4) Segurança

    O PIX usará a Rede do Sistema Financeiro Nacional, que já está a mais de 18 anos em funcionamento e jamais apresentou um incidente de ataque cibernético.

    No PIX, o pagamento é feito sem o contato com um dispositivo alheio (maquininha), pois a autenticação é no próprio dispositivo móvel do pagador.

    5) Conveniência

    O PIX utilizará uma chave que terá todas as informações. Ou seja, uma vez cadastrado a chave pix, o processo de pagamento será simples.

    6) Multiplicidade de casos de uso

    Todos os agentes utilizarão o PIX, seja pessoas, empresas e governos. Teremos uma experiência padronizada e uniforme de pagamentos. Hoje, tem muitos boletos de governos municipais e estaduais que não aceitam o pagamento em qualquer banco.

    7) Informações agregadas

    A ordem de pagamento levará junto um conjunto de informações que ajudará nos negócios com empresas e governos. Bem como, facilitará o processo de conciliação de pagamentos e automação. 

    8) Ambiente aberto

    O PIX é um sistema inter-operável e aberto para todas as instituições financeiras e instituições de pagamento mesmo aquelas não são sujeitas a autorização do Banco Central (mas sujeitas a regulação e supervisão). Isso permitirá maior competição e inovação. Em setembro de 2020, 980 instituições solicitaram homologação no sistema PIX.

    PIX ajudará pessoas, empresas e governos Foto: 500px

    PIX ajudará pessoas, empresas e governos

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + analise

    BDR no Varejo: Investimento no Exterior

    O BDR é a abreviatura de Brazilian Depositary Receipt. 

    Com o BDR, os investidores brasileiros podem comprar ações e títulos de fora do Brasil. 

    A Comissão de Valores Mobiliários alterou as regras do BDR, o que permitirá os investidores do varejo comprar títulos de dívida, ações e fundos de índice (EFT) no exterior. A nova regra valerá a partir de 01 de setembro de 2020.

    Antes da mudança, era permitido somente para investidores qualificados, ou seja, com patrimônio acima de R$ 1 milhão.

    Além disso, será permitido que as empresas brasileiras listadas no exterior emitam BDRs no mercado local.

    Novas opções no Exterior Foto: 500px

    Novas opções no Exterior

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + analise

    Taxa Selic em 2,00% ao ano: a menor taxa de juros da história do Brasil.

    Tem muita gente que está com saudades da Selic em patamares de 12% a 14% ao ano. Por muitos anos, o Brasil foi o paraíso para os investidores de renda fixa e percentual de CDI. Seja nos CDBs, seja no Tesouro Direto, seja nas LCIs, seja nos fundos Di, seja nos PGBLs.

    Quem investia R$ 100 mil com taxa de juros de 14%, ganhava R$ 11.900 de juros por ano, já descontados o imposto de renda.

    Quem tinha R$ 1 milhão, ganhava R$ 119 mil por ano de juros, o que representava um ganho mensal líquido do imposto de renda de quase R$ 10 mil.

    Hoje com Selic a 2,00%, esses mesmos R$ 1 milhão, rendem R$ 17 mil por ano, ou R$ 1.416 por mês.

    Para quem é bom juros menores:

    -Bom para pessoas e empresas que precisam tomar um crédito.

    -Bom para o empreendedorismo no Brasil. Seja para startups, seja para pequenas empresas. Porque teremos mais investidores dispostos a assumir riscos.

    -Bom para o desenvolvimento econômico do Brasil. Mais investimentos no setor real da economia.

    -Bom para diminuir a desigualdade social.

    -Bom para o mercado de ações e setor imobiliário (aqui sempre com muita cautela e análise).

    -Bom para reduzir os juros dos créditos com a portabilidade de crédito.

    Novos tempos com a Selic a 2% Foto: 500px

    Novos tempos com a Selic a 2%

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + analise

    Estudo aponta que 97% das pessoas perdem dinheiro com Day Trade

    Um tradução bem simples de Day Trade significa “negócios do dia”. Então, Day Trade significa ganhar dinheiro com as oscilações de preço ao longo do dia, que pode ser através da compra e venda de ações e derivativos.

    Um estudo pedido pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), realizado pelos economistas Bruno Giovannetti e Fernando Chague, apontou que 97% dos investidores que praticam o Day Trade perderam dinheiro.

    O estudo foi feito com dados entre os anos de 2012 e 2017.

    Além dos impactos quantitativos, importante também mencionar os impactos emocionais. Ou seja, quem opera Day Trade sofre muito de estresse, insônia, nervosismo e sentimentos de perda. 

    Finalmente, outro ponto negativo é a perda de tempo em operar day trade. Tempo que poderia ser dedicado para a família, para melhorar no trabalho ou para fazer um curso novo.

    Day Trade vale a pena? Foto: 500px

    Day Trade vale a pena?

  • Foto de RockTheBank
    RockTheBank Esmeralda

    + analise

    FGTS: quem tem de provar o recolhimento?

    O recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é obrigação de todo empregador. Porém, muitos não recolhem o FGTS e acabam sendo cobrados pelo ex-empregado em uma Reclamação Trabalhista.

    Mas quem deve provar o recolhimento do FGTS?

    O TST em sua Súmula de n. 461 prevê:

    “É do empregador o ônus da prova em relação à regularidade dos depósitos do FGTS, pois o pagamento é fato extintivo do direito do autor (art. 373, II, do CPC de 2015).”

    Ou seja, em regra, quem deve provar que recolheu é o empregador.

    Contudo, mediante decisão fundamentada, o juiz tem a possibilidade da distribuição dinâmica do ônus da prova, na qual pode imputar esse ônus ao empregado.

    Muitas empresas têm dificuldade de obter o extrato analítico do FGTS e podem requerer, na contestação ou no curso do processo, a distribuição dinâmica do ônus da prova.

    Prova do recolhimento do FGTS Foto: shutterstock

    Prova do recolhimento do FGTS

  • + analise

    Taxa de custódia zero para Tesouro Selic até R$ 10 mil.

    A B3 e o Tesouro Nacional anunciaram a redução de 0,25% para zero da taxa de custódia para investimento em Tesouro Selic até o estoque de R$ 10 mil.

    A mudança começará valer a partir de 01 de agosto de 2020.

    Segundo o Tesouro Direto, essa medida beneficiará 53% de todos os investidores ativos do programa.

    A conclusão é que com a taxa Selic a 2,25% ao ano, não fazia sentido a cobrança de 0,25% de custódia.

    Comemore a redução da taxa para zero Foto: 500px

    Comemore a redução da taxa para zero

  • + analise

    Saiba poupar. Provérbios 21:20

    Provérbios 21:20 - Na casa do sábio há comida e azeite armazenados, mas o tolo devora tudo o que pode.

    Essa passagem não se refere somente aos alimentos, mas também aos ganhos.

    Muitas pessoas não poupam o que ganham, gastam tudo o que têm ou até mais do que ganham. Isso acontece quer seja pela falta de conhecimento sobre finanças, pela criação que tiveram em relação ao dinheiro, seja por doença ou maus hábitos.

    A maioria dessas pessoas se iludem com pensamentos distorcidos como: “se eu morrer amanhã, tudo ficará aí!”; “a vida é uma só e tenho que gastar tudo mesmo!”; “vou gastar porque o importante é ser feliz!”; “quando me estresso tenho que gastar para melhorar” etc.

    Dessa forma, não possuem sequer uma reserva de emergência, fazendo com que diante de um imprevisto ou calamidade pública, à exemplo da pandemia do coronavírus, não tenham como se manterem estáveis financeiramente.

    Em abril de 2020, logo após o início da pandemia, o percentual de famílias endividadas bateu recorde: 66.6%, segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

    Esse percentual corresponde às famílias com dívidas em cartão de crédito, carnê de loja, cheque pré-datado, cheque especial, empréstimo pessoal, financiamento de veículo etc.

    José, como governador do Egito, por exemplo, poupou durante sete anos para suportar e sustentar todo o povo durante os outros sete anos de carestia (Gênesis 41).

    Portanto, poupar é ato de sabedoria. Crie uma reserva financeira e de patrimônio.

    Poupar é sabedoria. Foto: 500px

    Poupar é sabedoria.

  • + analise

    Proposta de Empréstimo Compulsório é como um Confisco?

    Existem alguns projetos no Congresso de Empréstimo Compulsório como:

    -Tributar em 3% bens e direitos de contribuintes que tenham mais de R$ 1 bilhão. O valor seria restituído em 20 anos.

    -Tributar em 10% o lucro líquido das empresas com patrimônio acima de R$ 1 bilhão. O valor seria restituído em 4 anos corrigido pela Selic.

    Lembrando que tais medidas valeriam somente no estado de calamidade pública.

    No Plano Collor, a poupança foi confiscada por 18 meses por uma medida provisória. Isso valia para valores acima de 50 mil cruzados, ou seja, algo próximo de R$ 10 mil nos valores de hoje.

    Atualmente, a diferença das medidas propostas refere-se aos valores acima de R$ 1 bilhão de patrimônio e apenas uma parte pequena do valor.

    Além disso, o artigo 62, parágrafo 1º, inciso II, da Emenda Constitucional 32/2001, diz: é vedada a edição de medidas provisórias sobre a matéria que vise detenção ou sequestro de bens, de poupança popular ou qualquer outro ativo financeiro.

    O que é isso? Foto: 500px

    O que é isso?