Espaço Rock

Um Espaço que mostra o que afeta sua Vida Financeira:

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Análise

    Selic aumentou de 10,75% para 11,75%, que pode alcançar 13,5% ao ano

    O Comitê de Política Monetária subiu a taxa selic de 10,75% para 11,75% ao ano. A expectativa é que os juros subam em ritmo de 1,00% na próxima reunião. Porém, o Banco Central deixou a janela aberta em relação ao ciclo total de aumento, devido aos desdobramentos da inflação com o conflito na Ucrânia.

    A expectativa é que os juros terminem entre 12,75% a 13,5% ao ano. 

    A curva de juros futuros subiu entre 1,00% a 1,60% desde 02 de fevereiro de 2022, que apresenta as seguintes taxas na abertura do dia 17 de março de 2022:

    -DI Janeiro 2023: 12,96%

    -DI Janeiro 2024: 12,86%

    -DI Janeiro 2025: 12,40%

    -DI Janeiro 2026: 12,25%

    -DI Janeiro 2027: 12,28%

    -DI Janeiro 2028: 12,32%

    -DI Janeiro 2029: 12,43%

    -DI Janeiro 2030: 12,45%

    -DI Janeiro 2031: 12,54%

    -DI Janeiro 2033: 12,57%

    -DI Janeiro 2034: 12,54%

    Segundo o Comunidado do Copom:

    “No cenário externo, o ambiente se deteriorou substancialmente. O conflito entre Rússia e Ucrânia levou a um aperto significativo das condições financeiras e aumento da incerteza em torno do cenário econômico mundial. Em particular, o choque de oferta decorrente do conflito tem o potencial de exacerbar as pressões inflacionárias que já vinham se acumulando tanto em economias emergentes quanto avançadas.”

    “As expectativas de inflação para 2022 e 2023 apuradas pela pesquisa Focus encontram-se em torno de 6,4% e 3,7%, respectivamente;

    No cenário de referência, com trajetória para a taxa de juros extraída da pesquisa Focus e taxa de câmbio partindo de USD/BRL 5,05*, e evoluindo segundo a paridade do poder de compra (PPC), as projeções de inflação do Copom situam-se em 7,1% para 2022 e 3,4% para 2023. Esse cenário supõe trajetória de juros que se eleva para 12,75% em 2022 e reduz-se para 8,75% a.a. em 2023. Nesse cenário, as projeções para a inflação de preços administrados são de 9,5% para 2022 e 5,9% para 2023. Adota-se a hipótese de bandeira tarifária "amarela" em dezembro de 2022 e dezembro de 2023.”

    O voo da Selic Foto: 500px

    O voo da Selic

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Startup lança mecanismos para transferir bitcoins após a morte

    Se você investe em bitcoins, já pensou que eles podem se perder para sempre depois da morte, caso não tenha compartilhado a senha da carteira com alguém?

    Obviamente que, ao mesmo tempo, você pode não confiar compartilhá-la em vida, mas por outro lado, se não compartilhar tem o risco de morrer e perder as bitcoins, como já dito.

    Uma pesquisa feita pelo Cremation Institute, revelou que 89% dos donos de criptomoedas se preocupam com a transferência do investimento para familiares ou amigos após a sua morte.

    Em 2019, por exemplo, o dono da casa de câmbio QuadrigaCX Gerald Cotten morreu sem revelar a senha da sua carteira criptografada. Ele deixou inacessíveis, quase R$ 700 milhões em bitcoins (valor da época), que ainda incluía investimentos de clientes.

    Em 2021, Mircea Popescu, pioneiro da bitcoin, faleceu deixando o equivalente a mais de R$ 10 bilhões em criptomoedas.

    Agora, os investidores de bitcoins podem contar com uma ferramenta lançada pela startup Digital Financial Exchange (DIFX), que pensou justamente nesse impasse: “Programa de Nomeação”.

    Tal programa é baseado em blockchain que permite ao trader definir quais pessoas serão as herdeiras da carteira de criptomoedas. Assim, ele garante que a legitimidade dos beneficiários seja verificada e não questionada. Pode ser indicado um familiar, um amigo ou qualquer “indivíduo confiável”.

    De acordo com Jeetu Kataria, CEO da startup, o sistema é mais seguro e eficiente que o fornecimento de chaves privadas e credenciais de acesso, que é a solução padrão em caso de falecimento do investidor.

    "Programa de Nomeação" Foto: shutterstock

    "Programa de Nomeação"

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Governo antecipará décimo terceiro de aposentados e pensionistas do INSS

    O Governo anunciou que, com a arrecadação acima do esperado nos primeiros meses do ano, antecipará o pagamento do décimo terceiro salário aos aposentados e pensionistas do INSS, cujo decreto será assinado pelo Presidente até o final desta semana.

    Tal antecipação deve injetar R$ 56 bilhões na economia (R$ 28 bilhões em abril e R$ 28 bilhões em maio).

    Geralmente, o décimo terceiro é pago no segundo semestre do ano, mas devido aos efeitos da pandemia causada pelo covid-19, o Governo antecipou o benefício nos anos de 2020, 2021 e, agora, em 2022.

    Além disso, o Governo também pretende, liberar saques do FGTS. A expectativa é de que seja liberado o saque de até R$ 1 mil para cada trabalhador, injetando até R$ 30 bilhões na economia.

    Assim, com as duas medidas será injetado R$ 86 bilhões na economia neste ano. As medidas visam compensar a piora do ambiente econômico devido a existência de uma pressão inflacionária com a guerra da Ucrânia.

    Antecipação do 13º e pretensão de liberação de saque do FGTS Foto: 500px

    Antecipação do 13º e pretensão de liberação de saque do FGTS

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Pix influenciará crescimento de vendas do comércio eletrônico no Brasil

    De acordo com estudo da FIS, empresa norte-americana de tecnologia financeira, até 2025, o uso do PIX no comércio eletrônico deve quase dobrar, isso porque, no Brasil, as transferências bancárias responderam por 10,9% dos pagamentos feitos no comércio eletrônico em 2021 e essa fatia deve subir para quase 18% em 2025.

    Isso fará com que o Brasil fique na contramão da tendência internacional de utilização cadente de transferências bancárias para pagamentos de compras on-line.

    Os cartões de crédito seguiram na liderança como meio de pagamento no comércio eletrônico em 2021, respondendo por 44,7% do total, seguido por carteiras digitais (16%) e cartões de débito (14%).

    De forma global, em 2021 a transferência bancária respondeu por 7,4% do valor das transações no comércio eletrônico e a expectativa é de que essa fatia diminua para 6,2% até 2025, incluindo em países vizinhos, como Peru (de 8,8% para 3,8%) e Colômbia (16,5% para menos de 10%).

    Ainda de acordo com o estudo, as vendas do comércio eletrônico no Brasil devem avançar 95% até 2025, atingindo 79 bilhões de dólares, nível muito superior ao crescimento de 55,3% esperado para o e-commerce global no período, a 8 trilhões de dólares.

    Apesar de ter sido criado no final de 2020, o Pix já atingiu mais de 110 milhões de usuários, como alternativa não só para transferência entre pessoas, mas também para compra de bens e serviços.

    Vendas do comércio eletrônico no Brasil devem avançar 95% até 2025 Foto: shutterstock

    Vendas do comércio eletrônico no Brasil devem avançar 95% até 2025

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Análise

    3 tipos de conglomerados prudenciais: Instituições de Pagamento

    O Banco Central divulgou nova regulamentação que classifica em 3 tipos os conglomerados prudenciais, que são:

    a) Tipo 1: conglomerado prudencial liderado por instituição financeira;

    b) Tipo 2: conglomerado prudencial liderado por instituição de pagamento e não integrado por instituição financeira ou por outra instituição autorizada a funcionar pelo BCB; e

    b) Tipo 3: conglomerado prudencial liderado por instituição de pagamento e integrado por instituição financeira ou outra instituição autorizada a funcionar pelo BCB.

    A Rock acredita que foi um importante passo ao “Level Playing Field, ou seja, um estado em que as condições de uma competição ou ambiente são justas para todos.

    Segundo o Banco Central:

    “Essa tipologia de conglomerados vai permitir que o tratamento prudencial de grupos semelhantes na essência (Tipo 1 e Tipo 3) seja proporcional aos riscos efetivamente assumidos, independentemente da forma de organização societária. Ao mesmo tempo, permite que grupos efetivamente mais simples por não conterem IF (Tipo 2) recebam regulação também simples.”


    Facilitação da entrada de novos concorrentes

    “Para estimular a entrada de novos participantes e, em consequência a inovação e concorrência, as novas regras facilitam o cumprimento do requerimento de capital para os novos entrantes nos primeiros anos de operação. Após a autorização para operar pelo BC, a IP entrante estará temporariamente dispensada de deduzir os ativos intangíveis do seu capital regulamentar. Essa dispensa será integral nos primeiros doze meses, e no montante de 50% dos ativos intangíveis nos doze meses subsequentes, e tem efeito incentivador porque uma característica das fintechs é o elevado investimento inicial em tecnologia, sistemas e softwares, que constituem importante parcela dos ativos intangíveis.”

    Condições justas para competição: Bancos e IPs Foto: 500px

    Condições justas para competição: Bancos e IPs

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Receita Federal altera códigos no Imposto de Renda

    A Receita Federal criou novos códigos para a declaração do Imposto de Renda para facilitar o seu preenchimento.

    A seção de “Bens e Direitos”, por exemplo, que antes trazia mais de 70 itens soltos, foram realocados em nove grandes grupos:

    1. Bens Imóveis;

    2. Bens Móveis;

    3. Participação Societária;

    4. Aplicações e Investimentos;

    5. Créditos;

    6. Depósito à Vista e Numerário;

    7. Fundos;

    8. Criptoativos;

    9. Outros Bens e Direitos.

    Além disso, foi criado um grupo exclusivo (08) para os criptoativos, de forma que todos os investidores devem declarar suas posses em criptomoedas ou NFT's.

    Ressalta-se que o valor a ser declarado é o original da aquisição e não o valor atual do ativo digital.

    Os novos códigos de cada categoria, são:

    - Código 01: Criptoativo Bitcoin (BTC);

    - Código 02: Outras criptomoedas, conhecidas como altcoins, por exemplo, Ether (ETH), Ripple (XRP), Bitcoin Cash (BCH) e Litecoin (LTC);

    - Código 03: Criptoativos conhecidos como stablecoins, por exemplo, Tether (USDT), USD Coin (USDC), Brazilian Digital Token (BRZ), Binance USD (BUSD), DAI, True USD (TUSD), Gemini USD (GUSD), Paxos USD (PAX), Paxos Gold (PAXG) etc;

    - Código 10: Criptoativos conhecidos como NFTs (Non-Fungible Tokens);

    - Código 99: Outros criptoativos.

     

    Para conferir as instruções de preenchimento, acesse: https://s3.sa-east-1.amazonaws.com/nuinvest.com.br/documents/AjudaIRPF2022.pdf

    Alteração código "bens e direitos" e criação código de "criptomoedas" Foto: shutterstock

    Alteração código "bens e direitos" e criação código de "criptomoedas"

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Análise

    Banco Central vai exigir mais capital das Fintechs

    O Banco Central divulgou uma nova regulamentação para as instituições de pagamento.

    As Fintechs como Nubank, Stone e PagSeguro terão as mesmas regras de exigência de capital dos grandes bancos. 

    As novas regras entram em vigor em janeiro de 2023, mas será plenamente implementada em janeiro de 2025.

    O Banco Central anunciou que deverá publicar novas medidas para o segmento ainda neste ano.

    Com as novas regras, as ações das grandes Fintechs apresentaram forte queda ontem.

    Espera-se três efeitos com as novas regras:

    -Aumento do custo de crédito;

    -Redução do lucro das Fintechs, porque com mais exigência de capital existe um custo adicional, que pode ser os juros dos instrumentos híbridos de capital ou do core capital;

    -Menor possibilidade de alavancagem com o mesmo capital.

    Mais exigência de capital para as Fintechs Foto: 500px

    Mais exigência de capital para as Fintechs

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Brasileiros enfrentam uma tentativa de golpe a cada 7 segundos

    Segundo Indicador de Tentativas de Fraude da Serasa Experian, os brasileiros enfrentam uma tentativa de golpe a cada 7 segundos. Mal começou o ano de 2002 e já houve 375.372 movimentações suspeitas identificadas só no mês de janeiro, o que representa um aumento de 16,4% em comparação a janeiro de 2021.

     

    Os segmentos que mais sofreram tentativas de golpes foram:

    1º Bancos e Cartões: foram registrados 210.979 ataques e um crescimento de 21,4% no comparativo com janeiro de 2021;

    2º Financeiras: 72.311 ataques, sendo o setor com maior expansão no ano, com alta de 31,1%.

    Entretanto, Varejo e Telefonia tiveram queda de 16,2% e 24,9%, respectivamente.

     

    Pessoas mais atingidas pelas tentativas de golpes:

    1º Entre 36 e 50 anos: 36,1%;

    2º Entre 26 a 35 anos: 27,5%;

    3º Entre 51 a 60 anos: 14,1%;

    4º Até 25 anos: 11,3%;

    5º Maiores de 60 anos: 11%.

     

    Quanto à região brasileira:

    1º Sudeste: crescimento de 17% em relação a janeiro de 2021 (195.951 das movimentações suspeitas);

    2º Nordeste: 16,4%;

    3º Sul: 15,9%;

    4º Centro-Oeste: 15,8%

    5º Norte: 14,3%.

    Cartões, bancos e financeiras são os maiores alvos Foto: shutterstock

    Cartões, bancos e financeiras são os maiores alvos

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Enquete

    Qual o maior risco do Bitcoin?

    Vote de acordo com suas experiências.

    • 25 0
      25 pontos
      Perda dos bitcoins

      Perda dos bitcoins

    • 18 0
      18 pontos
      Perda de valor

      Perda de valor

    • 12 0
      12 pontos
      Roubo ou fraude

      Roubo ou fraude

    • 8 0
      8 pontos
      Insegurança do sistema

      Insegurança do sistema

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Análise

    Precisa declarar o BDR do Nubank no Imposto de Renda 2022?

    No final de 2021, o Nubank entrou na bolsa de valores e, por meio do programa NuSócios, distribuiu alguns “pedacinhos” de ações para seus clientes.

    A dúvida que fica é: precisa declarar isso ou não?

    Segundo esclarecimento do Nubank, o certificado ofertado gratuitamente ficará bloqueado durante 12 meses, não tendo sido movimentado em 2021. Portanto, quem ganhou um “pedacinho do Nubank” não precisa incluir o Brazilian Depositary Receipts (BDR) na declaração do IRPF 2022 ano-base 2021.

    Contudo, a declaração do BDR gratuito poderá ser feita após o fim desse prazo de um ano. O proprietário do BDR do Nubank sem custo poderá decidir o que fazer com o “pedacinho” recebido: se permanece com o papel ou se o negocia na Bolsa brasileira (B3), recebendo o valor referente a ele, descontados os eventuais tributos e taxas.

    O Nubank também explicou que, caso o acionista escolha receber o valor da venda do pedacinho após os 12 meses, por exemplo, também não precisará declará-lo no Imposto de Renda 2023 ano-base 2022.

    Ressalta-se que isso se aplica apenas àquelas pessoas que ganharam um BDR do Nubank por meio do programa NuSócios, gratuitamente, não se aplicando para quem comprou BDRs e ações do banco digital, que se adquiridos até o final de 2021, devem ser incluídos na Declaração do Imposto de Renda 2022.

    Para quem ganhou um “pedacinho do Nubank” Foto: shutterstock

    Para quem ganhou um “pedacinho do Nubank”