Espaço Rock

Um Espaço que mostra o que afeta sua Vida Financeira:

  • + noticia

    INSS: prova de vida digital iniciará em 20 de agosto

    Os primeiros contatos com os segurados começarão a partir do próximo dia 20 pelo INSS por meio de mensagens enviadas por SMS, Central 135 e e-mail.

    O remetente que enviará o SMS será identificado como 280-41. Mensagens com número diverso deverão ser desconsideradas. Em caso de dúvida, ligar no 135, telefone oficial do INSS.

    No entanto, a prova de vida digital não será feita por todos, apenas os beneficiários selecionados que receberem o contato do INSS terão acesso exclusivo ao serviço a ser disponibilizado no aplicativo do ‘Meu INSS’.

    Isso porque será usada a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral e, portanto, somente os beneficiários que tenham carteira de motorista e título de eleitor participarão. Serão cerca de 500 mil.

    Para realizar a biometria facial, o beneficiário selecionado deverá ter um smartphone com câmera frontal e acesso à internet. Caso não os tenha, a prova de vida seguirá sendo realizada nas agências bancárias.

    O beneficiário que participar do piloto e realizar a prova de vida por biometria terá o procedimento efetivado e não precisará fazer a prova presencial.

    A prova de vida por biometria facial é um projeto-piloto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em parceria com a Secretaria de Governo Digital (SGD) do Ministério da Economia e a Dataprev para que o beneficiário não precise se deslocar até uma agência bancária para realizar o procedimento anual. Farão os ajustes necessários para que o procedimento digital possa ser implementado com segurança, posteriormente, para todos os beneficiários.

    Pose para a selfie! Foto: shutterstock

    Pose para a selfie!

  • + noticia

    Planos de saúde perdem 283,6 mil clientes na crise

    O número de brasileiros que perderam os planos de saúde somaram 283,6 mil entre os meses de março a maio de 2020, principalmente, pela crise do Covid-19, que provocou a demissão de funcionários das empresas.

    Os planos odontológicos sofreram uma queda de 518,7 mil pessoas.

    Mesmo na crise do Covid-19, os planos de saúde aumentaram os preços em 7% neste ano.

    O custo do plano de saúde é muito alto no Brasil. Existe a possibilidade de realizar a Portabilidade do Plano de Saúde para planos mais baratos sem ter novos prazos de carência.

    O que fazer com o Plano de Saúde? Foto: 500px

    O que fazer com o Plano de Saúde?

  • + analise

    BDR no Varejo: Investimento no Exterior

    O BDR é a abreviatura de Brazilian Depositary Receipt. 

    Com o BDR, os investidores brasileiros podem comprar ações e títulos de fora do Brasil. 

    A Comissão de Valores Mobiliários alterou as regras do BDR, o que permitirá os investidores do varejo comprar títulos de dívida, ações e fundos de índice (EFT) no exterior. A nova regra valerá a partir de 01 de setembro de 2020.

    Antes da mudança, era permitido somente para investidores qualificados, ou seja, com patrimônio acima de R$ 1 milhão.

    Além disso, será permitido que as empresas brasileiras listadas no exterior emitam BDRs no mercado local.

    Novas opções no Exterior Foto: 500px

    Novas opções no Exterior

  • + enquete

    O que mais impede as pessoas de controlar os próprios gastos?

    Escolha a opção que faz com que as pessoas mais gastem.

    • 25 0
      25 pontos
      Falta de conhecimento financeiro

      Falta de conhecimento financeiro

    • 21 0
      21 pontos
      Falta de planejamento financeiro

      Falta de planejamento financeiro

    • 16 0
      16 pontos
      Ter maus hábitos

      Ter maus hábitos

    • 14 0
      14 pontos
      Querer ostentar

      Querer ostentar

  • + noticia

    Aprovado limite de taxa de juros do cartão de crédito e cheque especial pelo Senado

    O Senado aprovou a limitação em 30% ao ano dos juros do cartão de crédito e do cheque especial. Para as Fintechs, foi estabelecido um limite de juros de 35%.

    O limite de 30% vale para as operações contratadas durante a calamidade pública provocada pelo Covid-19, cuja prazo vai até 31 de dezembro de 2020.

    O texto ainda precisa da aprovação da câmara dos deputados e sanção do presidente Jair Bolsonaro.

    Além disso, foi aprovado uma emenda no Senado que permite o tabelamento permanente da taxa do cartão de crédito, que seria algo similar ao limite do cheque especial aprovado no começo deste ano.

    Olha isso!! Limite de 30% nos juros. Foto: 500px

    Olha isso!! Limite de 30% nos juros.

  • + analise

    Taxa Selic em 2,00% ao ano: a menor taxa de juros da história do Brasil.

    Tem muita gente que está com saudades da Selic em patamares de 12% a 14% ao ano. Por muitos anos, o Brasil foi o paraíso para os investidores de renda fixa e percentual de CDI. Seja nos CDBs, seja no Tesouro Direto, seja nas LCIs, seja nos fundos Di, seja nos PGBLs.

    Quem investia R$ 100 mil com taxa de juros de 14%, ganhava R$ 11.900 de juros por ano, já descontados o imposto de renda.

    Quem tinha R$ 1 milhão, ganhava R$ 119 mil por ano de juros, o que representava um ganho mensal líquido do imposto de renda de quase R$ 10 mil.

    Hoje com Selic a 2,00%, esses mesmos R$ 1 milhão, rendem R$ 17 mil por ano, ou R$ 1.416 por mês.

    Para quem é bom juros menores:

    -Bom para pessoas e empresas que precisam tomar um crédito.

    -Bom para o empreendedorismo no Brasil. Seja para startups, seja para pequenas empresas. Porque teremos mais investidores dispostos a assumir riscos.

    -Bom para o desenvolvimento econômico do Brasil. Mais investimentos no setor real da economia.

    -Bom para diminuir a desigualdade social.

    -Bom para o mercado de ações e setor imobiliário (aqui sempre com muita cautela e análise).

    -Bom para reduzir os juros dos créditos com a portabilidade de crédito.

    Novos tempos com a Selic a 2% Foto: 500px

    Novos tempos com a Selic a 2%

  • + noticia

    Reforma Tributária: Fiquem atentos às possíveis mudanças

    Hoje (05/08), o ministro da economia, Paulo Guedes, apresentou parte da proposta da reforma tributária em audiência no Senado.

    O objetivo da reforma é reduzir, simplificar e melhorar o sistema tributário, para torná-lo moderno e eficiente: “vamos substituir 20 impostos por um”, disse o ministro.

    A reforma será feita em fases e o primeiro passo será a criação da Contribuição Social sobre Bens e Serviços (CBS) nos moldes de um Imposto sobre o Valor Agregado (IVA Federal), com uma nova forma de tributar o consumo:

    • Fim do PIS/Cofins: acabam os tributos diferenciados para vários setores e mais de uma centena de regimes especiais;

    • Crédito financeiro, imediato e monetizado;

    • Incidência somente sobre o valor agregado ao produto ou ao serviço;

    • Mais transparente porque incide sobre a receita bruta e não mais sobre todas as receitas;

    • Alinhada aos IVAs mais modernos;

    • Alíquota de 12%.

    Ou seja, pegar os impostos de PIS/Pasep sobre folha, PIS/Pasep sobre importação, PIS/Pasep sobre receitas, Cofins sobre importação, Cofins sobre receitas e transformá-los em apenas CBS.

    Não são contribuintes da CBS as pessoas jurídicas que não realizam atividade econômica: condomínios de proprietários de imóveis; Instituições filantrópicas e fundações; Entidades representativas de classes e conselhos de fiscalização de profissões; Partidos políticos; Serviços sociais autônomos; Templos de qualquer culto; e Sindicatos.

    Vide a Apresentação da Reforma Tributária completa em https://www.gov.br/economia/pt-br/centrais-de-conteudo/apresentacoes/2020/agosto/apresentacao-reforma-tributaria-comissao-mista-5-8-2020.pdf/view .

    Estejam preparados! Foto: 500px

    Estejam preparados!

  • + noticia

    Cortando gastos: R$ 1,3 bilhão serão economizados nos próximos três anos com aluguel de imóveis

    Hoje (03/08), foi publicada Portaria Conjunta nº 38 para racionalizar o uso dos imóveis e reduzir gastos com aluguel de imóveis por Órgãos e Entidades do Executivo Federal.

    Para isso, terão prazo para realizarem atualização cadastral da ocupação de imóveis no Sistema de Gerenciamento do Patrimônio Imobiliário de Uso Especial da União (SPIUNet), onde serão coletadas informações: até 10 de setembro de 2020 dos imóveis situados no Distrito Federal; e até 10 de dezembro de 2020 nos estados da Federação.

    Trata-se de um programa de gestão e ocupação otimizada e compartilhada dos imóveis, onde são considerados oferta e a demanda de espaços, número de servidores em rotina presencial e semipresencial, entre outros, que redefinirão a ocupação a partir do uso compartilhado de estações de trabalho, gerando redução gradativa dos gastos com aluguel.

    Também poderão participar do programa Órgãos do Poder Legislativo, Poder Judiciário, Ministério Público da União e empresas estatais, sendo necessária a assinatura de um termo de adesão.

    Visando o futuro Foto: 500px

    Visando o futuro

  • + enquete

    Você está satisfeito(a) com a reforma da Previdência?

    • 28 0
      28 pontos
      NÃO

      NÃO

    • 23 -1
      22 pontos
      EM PARTE

      EM PARTE

    • 18 -1
      17 pontos
      DESCONHECE AS MUDANÇAS

      DESCONHECE AS MUDANÇAS

    • 9 0
      9 pontos
      SIM

      SIM

  • + noticia

    Proposta de uma nova CPMF

    O governo pretende enviar para o Congresso a proposta de criação de um tributo digital com uma taxa de 0,2%. A expectativa de arrecadação seria de R$ 120 bilhões por ano.

    O novo imposto incidiria sobre os pagamentos, transferências e o comércio eletrônico.

    O objetivo é arrecadar recursos para uma possível desoneração da folha de pagamento e aumento da faixa da isenção do Imposto de Renda para Pessoa Física.

    A RockTheBank vai acompanhar os desdobramentos da nova CPMF e seus impactos financeiros e sobre os investimentos.

    Nova CPMF? Foto: 500px

    Nova CPMF?