Espaço Rock

Um Espaço que mostra o que afeta sua Vida Financeira:

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Análise

    Empreendedorismo: os setores mais promissores para 2022

    Para começar um negócio ou aumentar o alcance de seus produtos ou serviços de forma mais rápida e sem limitações, muitos procuram empreender no digital. Porém, muitos acabam escolhendo negócios não tão promissores. Há setores que possuem demanda de mercado maior e, consequentemente, terão maior número de procura e vendas.

    De acordo com a HostGator, houve um aumento de 17% de novos usuários em sua plataforma de hospedagem de site entre 2020 e 2021, demonstrando que o negócio digital continuará crescendo no próximo ano.

    Assim, se você já empreende ou deseja começar a empreender, os setores que mais tendem a crescer em 2022 são:

    - Vestuário

    - Alimentício

    - Consultoria on-line

    - Cursos on-line

    - Produção de conteúdo

    - Artigos para pets

    - Transportadora

    - Farmácia

    - Dropshipping

    Independente do setor a empreender ou que já tenha, você pode utilizar os simuladores da Rock para calcular o valor do seu trabalho e tempo, além de calcular os custos com o empreendimento e trabalhadores contratados ou a contratar. Saiba mais em: https://rock.com.br/simuladores/

     

    Setores com maiores demandas Foto: 500px

    Setores com maiores demandas

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Itaú e Banco do Brasil são condenados por danos causados por falta de segurança no Pix

    O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o Itaú e o Branco do Brasil a ressarcirem clientes que tiveram seus celulares furtados e foram vítimas de saques pelo Pix.

    Segundo as decisões, os bancos falharam em fornecer mecanismos de segurança para os usuários em seus aplicativos.

    Itaú

    O cliente do Itaú teve seu celular furtado e descobriu que, logo após, os criminosos haviam feito uma transação pelo PIX de R$ 2,8 mil. Ao ser procurado pela vítima, o Itaú alegou que a responsabilidade de proteger o acesso ao banco é do cliente.

    Porém, de acordo com a decisão, o Código do Consumidor e a jurisprudência sustentam que, ao disponibilizar os serviços, os bancos assumem os riscos inerentes a eles. Inclusive a Súmula 479 do Superior Tribunal de Justiça estabelece que “as instituições financeiras respondem objetivamente pelos danos gerados por fortuito interno relativo a fraudes e delitos praticados por terceiros no âmbito de operações bancárias’, argumento este utilizado pelo relator da decisão.

    Além de ser condenado a pagar o valor perdido na transação, qual seja, R$ 2,8 mil, o Itaú foi condenado a pagar o valor de R$ 3 mil por danos morais.

    Banco do Brasil

    Após ter o aparelho de telefone também furtado, o cliente do BB foi surpreendido pela transferência de cerca de R$ 1,7 mil pelos criminosos que utilizaram o Pix.

    De acordo com o acórdão proferido “era dever do banco apelante o bloqueio das operações suspeitas que destoassem do perfil do apelado e, não o fazendo, incorreu em falha na prestação do serviço, devendo ser responsabilizado”.

    Além do ressarcimento do valor transferido pelo fato de que o banco é responsável devido ao risco criado pela atividade profissional, o BB foi condenado a pagar o valor de R$ 5 mil ao cliente por danos morais, que segundo o relator, sofreu “desrespeito, falta de atenção e prontidão na solução do problema”.

     

    Em que pese não haver a obrigatoriedade de que as agências devolvam valores transferidos mediante fraudes, onde na maioria das vezes os clientes arcam com o prejuízo, tais decisões farão com que os bancos adotem mais mecanismos de segurança em seus aplicativos, vez que, a partir de agora, é possível haver mais processos ajuizados neste sentido.

    Danos materiais e morais Foto: shutterstock

    Danos materiais e morais

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Análise

    O problema do Pronampe: aumento da taxa de juros

    O Governo Federal instituiu o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte ou Pronampe, que é basicamente um programa de empréstimos com taxas de juros menores.

    A taxa anual era de 1,25% + Selic na primeira fase e de 6% + selic na segunda rodada em 2021. O problema é que a taxa selic já subiu de 2% ao ano para 9,25% ao ano. Ainda tem expectativa de atingir entre 11% a 12% em 2022.

    A inadimplência do Pronampe alcançou 7,9% em 2020 e a tendência é que continue a subir.

    Como era o Pronampe:

    1) Quem podia solicitar o crédito:

    a) As microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil;

    b) Empresas de pequeno porte com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões por ano;

    c) O programa não alcança empresas que foram abertas em 2020.


    2) Valor do financiamento

    a) Até 30% de seu faturamento em 2019. 

    b) Limite do crédito será de R$108 mil para as microempresas e R$1,4 milhão para as empresas de pequeno porte.

    c) Para empresas que têm somente 1 ano de atividade, o limite de crédito será de até 50% do seu capital social ou 30% da média de faturamento mensal apurado desde o começo das operações.


    3) Prazo de pagamento e taxa de juros

    a) Prazo de pagamento: 36 meses

    b) Juros anuais: Selic + 1,25% (Na segunda rodada foi de 6% + Selic em 2021).


    4) Obrigações das empresas

    Manter um número de colaboradores igual ou superior ao apurado em 19 de maio de 2020, data em que a Lei do programa foi instituída. Os negócios que não respeitar essa regra terão o vencimento do empréstimo antecipado.

    Mais um obstáculo: Juros altos Foto: 500px

    Mais um obstáculo: Juros altos

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Wise lança cartão internacional no Brasil

    Turistas, intercambistas, freelancers que recebem dinheiro do exterior e clientes de lojas internacionais ficarão felizes com a novidade: a Wise (antiga TransferWise) lançou um cartão de débito internacional no Brasil, com a bandeira Visa e sem taxa de anuidade.

    O cartão é compatível com as carteiras digitais Apple Pay e Google Pay, sendo gerenciado pelo app ou site, havendo pagamento por aproximação.

    Assim, será possível:

    - Realizar compras, em viagens e transações pela internet, em mais de 200 países e territórios, usando a taxa de câmbio real;

    - Ter cobertura de mais de 50 moedas;

    - Guardar, enviar e receber dinheiro em dezenas de moedas;

    - Pagar assinaturas de serviços on-line e realizar conversões instantâneas entre os saldos das diferentes moedas que possuir;

    - Manter saldo em reais e criar reservas (Jars) para guardar o dinheiro em segurança;

    - Pagar em sites internacionais com o custo de transação local, de acordo com a companhia;

    - Movimentar a conta internacional da empresa especializada em remessas de dinheiro para o exterior, efetuando pagamentos em mais de 80 milhões de estabelecimentos em todo o mundo;

    - Fazer saques nos caixas da rede Banco24Horas.

    Para solicitar o cartão, os interessados devem:

    - Fazer o pedido no site da Wise;

    - Ter uma conta na plataforma;

    - Ter feito uma transferência internacional (Se não tiver, ao abrir a conta, deve adicionar um saldo de R$ 25.

    Inicialmente, os usuários que não foram contemplados na fase beta do lançamento e estiverem cadastrados na lista de espera terão prioridade.

    Compras em mais de 200 países Foto: shutterstock

    Compras em mais de 200 países

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Análise

    Selic sobe de 7,75% para 9,5%

    O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central subiu a taxa de juros de 7,75% para 9,25%.

    A taxa selic caiu de 14,25% para 2,00%, mas devido ao aumento da inflação e do risco fiscal, os juros têm apresentado aumentos.

    A expectativa do mercado é que os juros subam para patamares entre 11% a 12%.

    Os investimentos em taxa selic e renda fixa voltaram a ser atrativas, bem como juros maiores afetam o lucro das empresas (dívida, vendas) e podem diminuir o apetite dos investimentos em imóveis e na economia real.

    Para quem precisa de empréstimos, é uma péssima notícia, visto o movimento promovido pelos bancos de aumento das taxas de juros dos empréstimos e financiamentos.

    Segundo o Comunicado do Copom:

    “A atualização do cenário básico do Copom pode ser descrita com as seguintes observações:

    No cenário externo, o ambiente se tornou menos favorável. Alguns bancos centrais das principais economias expressaram claramente a necessidade de cautela frente à maior persistência da inflação, tornando as condições financeiras mais desafiadoras para economias emergentes. Além disso, a possibilidade de nova onda da Covid-19 durante o inverno e o aparecimento da variante Ômicron adicionam incerteza quanto ao ritmo de recuperação nas economias centrais;

    Em relação à atividade econômica brasileira, indicadores divulgados desde a última reunião mostram novamente uma evolução moderadamente abaixo da esperada;

    A inflação ao consumidor continua elevada. A alta dos preços foi acima da esperada, tanto nos componentes mais voláteis como também nos itens associados à inflação subjacente;

    As diversas medidas de inflação subjacente apresentam-se acima do intervalo compatível com o cumprimento da meta para a inflação;

    As expectativas de inflação para 2021, 2022 e 2023 apuradas pela pesquisa Focus encontram-se em torno de 10,2%, 5,0% e 3,5%, respectivamente; e

    No cenário básico, com trajetória para a taxa de juros extraída da pesquisa Focus e taxa de câmbio partindo de USD/BRL 5,65*, e evoluindo segundo a paridade do poder de compra (PPC), as projeções de inflação do Copom situam-se em torno de 10,2% para 2021, 4,7% para 2022 e 3,2% para 2023. Esse cenário supõe trajetória de juros que se eleva para 9,25% a.a. neste ano e para 11,75% a.a. durante 2022, terminando o ano em 11,25%, e reduz-se para 8,00% a.a. em 2023. Nesse cenário, as projeções para a inflação de preços administrados são de 16,7% para 2021, 3,8% para 2022 e 5,2% para 2023. Adotam-se bandeira tarifária "escassez hídrica" em dezembro de 2021 e a hipótese de bandeira tarifária "vermelha patamar 2" em dezembro de 2022 e dezembro de 2023."

    *Valor obtido pelo procedimento usual de arredondar a cotação média da taxa de câmbio USD/BRL observada nos cinco dias úteis encerrados no último dia da semana anterior à da reunião do Copom.

    Juros em novos horizontes Foto: 500px

    Juros em novos horizontes

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Análise

    Novo marco no Mercado Cambial

    O Senado aprovou o Projeto de Lei 5.387/2019 sobre o novo marco cambial em uma votação simbólica.

    Os principais pontos do Projeto são:

    - Possibilidade de abertura de conta em dólar no Brasil por um investidor estrangeiro ou em casos específicos que devem ser justificados ao Banco Central;

    - Mudança do teto do valor permitido durante viagens internacionais, de R$ 10 mil para US$ 10 mil ou equivalente;

    - Liberação para que pessoa física possa trocar até US$ 500 com outra pessoa física ou pessoa jurídica; 

    - Facilitação para que a compra e venda de moeda estrangeira possa ser feita com outros agentes, e não apenas bancos e corretoras;

    - Facilitação para que bancos e instituições financeiras possam investir no exterior; 

    - Facilitação de remessa do exterior para uma instituição brasileira que tenha um correspondente bancário fora do País.

    Novo marco do câmbio Foto: 500px

    Novo marco do câmbio

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Aplicativo 99 oferecerá lucro de 100% do CDI para motoristas

    A 99 tem ampliado os seus serviços no aplicativo que podem beneficiar financeiramente os seus motoristas parceiros, seja ganhando dinheiro através de lucros, seja poupando através de descontos.

    O aplicativo transfere todos os valores da corrida em até 24 horas para a Conta99 dos motoristas, que podem sacar para contas bancárias de mesma titularidade em qualquer dia da semana.

    Agora, a novidade anunciada pela 99 é oferecer 100% do CDI para as carteiras digitais dos motoristas. Inicialmente, a lucratividade de 100% do CDI é limitada a saldos de até R$ 5 mil.

    Tal possibilidade já está disponível para os usuários de Aracaju (SE), São José dos Campos (SP) e Campinas (SP). Em 2022, a intenção é expandir para todo o país.

    Neste ano, a 99 permitiu fazer pagamentos de boletos e outras contas em seu aplicativo, além de ter lançado um cartão virtual para a Conta99 e a Loja99, loja exclusiva para os motoristas que usufruem de descontos, ofertas especiais, assistência 24h e outros benefícios, como por exemplo, desconto de 10% no valor do combustível nos postos com a bandeira Shell.

    Nota-se que as empresas procuraram cada vez mais ocupar os espaços dos bancos com serviços de pagamento, depósitos, cartão de crédito, empréstimos, cashback e outros.

    Serviços financeiros e vantagens para motoristas da 99 Foto: shutterstock

    Serviços financeiros e vantagens para motoristas da 99

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Real digital: Banco Central fará teste com clientes em 2023

    O Banco Central em parceria com Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac), tem buscado estabelecer as bases para a futura emissão de uma moeda digital. Para isso, o BC promoveu uma série de webinars “O Real Digital” para debater junto à sociedade as diretrizes gerais de uma moeda digital para o Brasil.

    De 10 de janeiro a 11 de fevereiro de 2022, o Lift (Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas) receberá propostas destinadas a solucionar algumas questões consideradas como obstáculos para a implementação da versão virtual do Real: pagamentos offline, soluções para o câmbio e facilidades para liquidação de ativos digitais.

    Até julho de 2022, as fintechs e bancos deverão apresentar os projetos e protótipos de soluções financeiras.

    Após isso, o próximo passo é testar a moeda digital do Brasil.

    Os testes iniciarão no final do ano de 2022, sem a participação do público. Em 2023, haverá testes com públicos específicos, compostos por consumidores e por provedores de serviços financeiros.

    Ressalta-se que há diferença entre moeda digital oficial de um país e criptomoedas. A moeda digital é garantida e controlada pelo Estado brasileiro da mesma forma que o papel-moeda, enquanto a criptomoeda é um subgrupo das moedas digitais descentralizadas e criptografadas, ou seja, não existe uma autoridade específica responsável por sua emissão ou controle, e as transações são registradas em blockchain.

    Dinheiro brasileiro se tornando digital Foto: shutterstock

    Dinheiro brasileiro se tornando digital

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Notícia

    Dividir pagamentos pelo Facebook Messenger?

    Dividir pagamentos é nova ferramenta a ser implementada no Facebook Messenger. Os testes começaram nesta semana. 

    Será uma ferramenta para dividir contas e oferecerá opões de dividir os valores igualmente entre os amigos, selecionar um valor específico para cada um e o organizador da vaquinha poderá inserir mensagem personalizada descrevendo o pagamento aos participantes.

    Assim será possível “rachar” a conta pelo Messenger, por exemplo, o valor do almoço, do aluguel, do supermercado, dos ingressos do cinema ou show, de passagens, de presentes, de organização de festas etc. A ferramenta funciona de forma integrada ao Facebook Pay.

    Esse recurso de dividir conta integrado ao bate-papo do Messenger começou nos EUA e, de acordo com a Meta, a ferramenta denominada “Split Payments”, não possui nenhuma taxa e pode ser encontrada nas conversas em grupo e na central de pagamentos do mensageiro, bastando clicar em “começar” e fornecer as informações essenciais para a divisão do valor pretendido.

    Dividindo contas com amigos Foto: shutterstock

    Dividindo contas com amigos

  • Foto de Rock
    Rock Diamante

    + Análise

    Black Friday: o desconto é maior quando não se compra

    Em busca de controlar os gastos para comprar aquele produto que precisava ou até mesmo para cumprir aquele sonho de consumo de forma mais barata, muitos esperam pela famosa Black Friday para realizar suas compras com descontos.

    Contudo, às vezes o barato pode sair caro e se o consumidor não estiver muito atento, acaba caindo em ciladas e gastando mais dinheiro.

    Isso porque no período de Black Friday muitas lojas aproveitam da fama de “comprar barato” e engana os consumidores com preços até mais caros que os normais como se fosse em promoção, não cumprimento do que foi acordado na compra, impossibilidade de comprar com o valor promocional, cancelamento de compra, atraso na entrega u não entrega do produto, mudança de preço e produto indisponível.

    De acordo com o Reclame Aqui, o número de clientes insatisfeitos no período de Black Friday neste ano de 2021 subiu cerca de 11% em relação ao ano passado. Foram registradas mais de 16 mil reclamações.

    Segundo Ranking do Reclame Aqui, as lojas mais reclamadas foram:

    1º Americanas Marketplace

    2º Americanas - Loja on-line

    3º Magazine Luiza - Loja on-line

    4º Amazon

    5º Casas Bahia - Loja on-line (ganhou no Twitter a hashtag #BlackFraudedeCasasBahia por não oferecer o desconto prometido, não tendo o desconto sido aplicado no carrinho dos clientes, açé, de ter cancelados pedidos de clientes que conseguiram aproveitar a promoção

    6º iFood (teve 309 reclamações, sendo a maioria de "Propaganda enganosa" por, aparentemente, não deixar as condições de cada promoção explicitas no app)

    7º KaBum!

    8º Mercado Livre

    9º Ultragaz (prometeu descontos em botijões de gás, mas não atendeu às expectativas dos clientes)

    10º Etna Home Store (recebeu reclamações sobre a demora na entrega)

    Portanto, antes de querer aproveitar a data para comprar com descontos a fim de controlar os gatos, é necessário analisar e ver as oportunidades, comparar preços e ler referências dos clientes que já realizaram a compra para saber reclamações, o cumprimento do tempo de entrega, a qualidade do produto etc.

    Assim, a habilidade do comprador fará com que realmente o Black Friday seja benéfico para o bolso, caso contrário, o maior desconto é realmente não comprar.

    Na nossa página EDUCAÇÃO FINANCEIRA há disponível o curso CONTROLE DE GASTOS para aprender a realmente controlar seus gatos.

    Sempre fuja da "Black Fraude" Foto: shutterstock

    Sempre fuja da "Black Fraude"